Economia

Depois do TRT e TRE, servidores da Justiça Federal no AM também vão parar

 A decisão sobre a paralisação foi tomada em assembleia geral realizada às 14h desta quarta-feira (24) – foto: divulgação


A decisão sobre a paralisação foi tomada em assembleia geral realizada às 14h desta quarta-feira (24) – foto: divulgação

Os servidores Justiça Federal do Amazonas vão paralisar suas atividades por dois dias nesta próxima semana, como advertência, aderindo ao movimento nacional pela aprovação do PLC 28/2015, que atualiza o Plano de Cargos e Salários dos servidores do Poder Judiciário da União.


A decisão sobre a paralisação foi tomada em assembleia geral realizada às 14h desta quarta-feira (24), no auditório Encontro das Águas, na sede da Seção Judiciária do Amazonas, localizada na Avenida André Araújo, Aleixo.

De acordo com a Associação dos Servidores da Justiça Federal do Amazonas (Assejufam), serão dois dias de paralisação: segunda (29) e terça (30), em protesto ao descaso do Executivo com as reivindicações da classe, por salários que estão defasados há nove anos.

Conforme o presidente da Assejufam, Ronaldo Cavalcante, outra decisão da assembleia foi a participação na manifestação que está sendo organizada pelos servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) para a próxima segunda-feira (29), data em que a categoria do TRE deflagra sua paralisação por tempo indeterminado.

“Nós vamos usar preto, em luto pela situação que se encontra a categoria dos servidores do Poder Judiciário da União em todo o Brasil”, adiantou Cavalcante, lembrando que o ato público será realizado em frente ao fórum do TRE-AM, no Aleixo.

Na última quinta-feira (18) os servidores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Manaus aderiram ao movimento pela mesma causa e tem intensificado a participação dos servidores no movimento grevista, que atinge grande parte das varas trabalhistas na capital.

Já aprovado pela Câmara dos Deputados, o PLC 28/15 deveria ter sido votado no dia 10 de junho, mas foi empurrado para o próximo dia 30. Os servidores do Poder Judiciário (TRE, TRT e JF) acreditam que só um movimento forte e coeso poderá lhes trazer algum resultado positivo, visto que há muito tempo estão sendo “enrolados” pelo governo federal.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir