Dia a dia

Definido plano integrado de segurança para as eleições 2016 no Amazonas

Órgãos das esferas federal, estadual e municipal apresentaram o Plano Tático Integrado de Segurança para as Eleições 2016 no Amazonas - foto: Divulgação

Plano Tático Integrado de Segurança para as Eleições 2016 no Amazonas foi apresentado nessa terça-feira (20) – foto: Divulgação

Com o objetivo de coibir os crimes eleitorais e manter a segurança nos locais de votação, órgãos das esferas federal, estadual e municipal apresentaram nesta terça-feira (20), o Plano Tático Integrado de Segurança para as Eleições 2016 no Amazonas. As ações serão aplicadas em Manaus e nos demais 61 municípios do Estado.

Para a operação, serão aplicados o sistema de monitoramento e a integração dos órgãos que compõem o Sistema Integrado de Comando e Controle (SICC).  O planejamento contempla ações para inibir propaganda eleitoral irregular, compra de votos, segurança de urnas e dos eleitores, bem como crimes de qualquer natureza durante o pleito.

O calendário prevê ações como o envio de tropas da Polícia Militar aos municípios a partir do dia 22 de setembro e a ativação do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) no dia 1° de outubro em Manaus. As ações e o efetivo utilizado em cada município foram definidos em conjunto com o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), a partir das necessidades dos municípios e zonas eleitorais.

De acordo com o coordenador da operação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Oliveira Filho, todo sistema de monitoramento será aplicado no plano. “O CICC atuará de forma efetiva durante a operação, com a tecnologia embarcada. Nós estaremos atuando com rádio comunicação, telecomunicação, mapas georefenciados e plataformas de observação elevada. Assim toda a potencialidade do Centro de Comando e Controle estará empenhada nesta operação”, afirmou.

O tenente coronel Franclides Ribeiro, coordenador da operação da Polícia Militar na capital, destacou o trabalho integrado com as Forças Armadas. “Não tivemos grandes incidentes em 2014 e queremos manter esse padrão. Vamos ocupar, junto com as Forças Armadas, os locais de votação, sem perder a capacidade operacional”, afirmou.

As Forças Armadas atuarão no patrulhamento de zonas eleitorais de Manaus e algumas no interior, além de apoio logístico ao TRE-AM no transporte de materiais, equipamentos e colaboradores do TRE que estarão atuando nos municípios. Após a entrega das urnas será montado policiamento de guarda pelo exército e PM nos locais de votação.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir