Dia a dia

Defensor pede prisão de presidente do Sindicato dos Rodoviários em Manaus

O pedido de prisão contra Givancir Oliveira é gerado por desobediência – Arthur Castro

O defensor Público do Estado (DPE), Carlos Alberto Filho, protocolou um pedido de prisão no Tribunal do Trabalho da 11º Região contra o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus, Givancir Oliveira, por desobedecer a decisão judicial e paralisar 100% do transporte coletivo nesta segunda-feira (26).

Conforme a decisão do defensor, a paralisação dos serviços de transporte coletivo é ilegal por ser violadora do direito de ir e vir do cidadão.

“Apesar disso, a diretoria do sindicato, em flagrante desrespeito à autoridade deste Tribunal, de forma ladina, determinou a greve em todo a frota de Manaus, como se observam das notícias anexas. O que se observa, claramente, é novamente atuação do presidente do sindicato para a realização da greve, com sempre tentativa vil de fazer com que tal organização pareça como se fosse de toda a categoria. Dado tal comportamento, em franco e claro uso da categoria, bem como por nítida má-fé processual, não existe outra solução que não seja a constrição de toda a diretoria do sindicato, de forma a se restabelecer a ordem numa cidade cuja greve, ilegal, está a causar prejuízo geral à toda população, com graves consequências para todos os setores da sociedade”, diz um trecho da decisão.

Conforme o defensor Público, o pedido já foi protocolado (Clique aqui) e está à disposição da justiça, que deve acatar ou não o pedido.

“Inúmeras pessoas foram prejudicas e os órgãos defesa do consumidor, no caso a defensoria e o Procon, compreenderam fazer a habilitação no dissídio coletivo e solicitar que uma medita mais constitutiva fosse aplicada, como a multa aplicada não fez medo para o sindicato, solicitamos a medida de prisão. A defensoria já fez outras vezes isso em favor da população. O pedido já foi protocolado e está à disposição da justiça”, disse o defensor.

Mara Magalhães
EM TEMPO

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir