Cultura

Debaixo de chuva, torcida do Caprichoso comemora vitória na Ilha

A chuva não impediu que as ruas do setor leste da Ilha ganhassem os gritos de campeão - foto: reprodução/Facebook

A chuva não impediu que as ruas do setor leste da Ilha ganhassem os gritos de campeão – foto: reprodução/Facebook

A festa da torcida do Boi Caprichoso pela conquista do título de campeão do 50º Festival Folclórico de Parintins levou milhares de torcedores às ruas da cidade, sob forte temporal, que só amenizou por volta das 14 horas, quando os torcedores já haviam deixado o Bumbódromo em carreata com o troféu do Jubileu conquistados nas três noites da disputa.

O resultado final foi de 1254,3 pontos para o Caprichoso, contra 1241,8 atribuídos ao Boi Garantido. A diferença é de 12,5 pontos em favor da Nação Azul e Branca.

A coincidência ficou por conta da chuva. Os dirigentes azuis atribuem o resultado vantajoso para o Touro Negro à garra e ousadia de manter a apresentação do grupo folclórico, debaixo de forte temporal que entrou pela madrugada da primeira noite de apresentação, sem, contudo, tirar o entusiasmo dos itens e da galera, o que pode ter conquistado a atenção dos jurados.

Joilto Azedo, presidente do Touro Negro, diz não ter dúvidas de que “a chuva que enfrentamos na primeira noite impulsionou nossos artistas e nossa torcida. Isso é incontestável”. Mas ressalta que o bumbá “se preparou para ser campeão”.

Sobre denúncias que rondaram as duas últimas noites da disputa e que renderam pedidos de impugnações e até de anulação das notas atribuídas pelos jurados, Joilto respondeu que o trabalho foi realizado para vencer na área e que “isso faz parte da história do festival. Todos os anos temos esse tipo de polêmica. Foi acusado um artista renomado (referindo-se a Chico Cardoso) que não faz parte da diretoria. Ele vai ter o momento certo para se defender”.

Desde a saída dos dirigentes, com os troféus, da sala de apuração do Bumbódromo, uma multidão se reuniu em torno dos dirigentes e itens vencedores para a carreata até o curral Zeca Xibelão. Centenas de torcedores aguardavam pela chegada da taça de Campeão.

Os rituais da festa repetiram os xavecos tradicionais ao boi contrário. A chuva não impediu que as ruas do setor leste da Ilha ganhassem os gritos de campeão.

Nos resultados parciais, o Caprichoso venceu a primeira noite com 417, 4 pontos, enquanto o Garantido somou 413,9 pontos. Na segunda noite, o Caprichoso obteve 418,3 pontos contra 416,5 do Garantido. Na terceira e última noite, o Caprichoso obteve 419,5, contra 410,5, fechando a fartura da vitória.

Por Floriano Lins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir