Esportes

Da Suíça, Del Nero manda retirar nome de Marin de sede da CBF

De Zurique, onde participa do Congresso da Fifa, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, via telefone, deu o aval para que a sede da entidade na Barra da Tijuca, no Rio, não tenha mais o nome de seu antecessor, José Maria Marin.

A conversa com o secretário geral da CBF, Walter Feldman, aconteceu no início desta manhã, horário do Brasil. José Maria Marin, que presidiu a CBF de março de 2012 a abril de 2015, está preso desta quarta (27), na Suíça, acusado de participar de um esquema de corrupção entre entidades desportivas e empresas de marketing esportivo.

“A sede não tem mais o nome do Marin. Hoje, é uma sede sem nome”, disse Feldman à reportagem.

A fachada do prédio da CBF amanheceu nesta quinta-feira (28) sem as letras que formavam o nome de José Maria Marin.

Inaugurado no ano passado, às vésperas da Copa do Mundo, o edifício, localizado na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, homenageava o dirigente. Ele ocupava o cargo de vice-presidente da gestão comandada por Marco Polo del Nero, mas foi afastado pela confederação.

As prisões de quinta foram realizadas a partir de pedido da promotoria de Nova York, que investiga supostos subornos e comissões desde o início dos anos 90 até a atualidade. Os detidos estavam em um hotel e participariam do Congresso da Fifa, que elegeria, inclusive, o presidente da entidade, até esta sexta-feira (29).

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir