Economia

Cursos do EJA vão atender pessoas com deficiências cadastradas no Sine Manaus

No ano passado, 27,5 mil novos postos de trabalho destinados a PCDs foram criados no país – foto: divulgação

No ano passado, 27,5 mil novos postos de trabalho destinados a PCDs foram criados no país – foto: divulgação

Uma parceria entre a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), com o Serviço Social da Indústria (Sesi-AM) vai executar o projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Pessoas com Deficiência (PCDs), cadastradas no Sine Manaus. Atualmente, o serviço conta com mais de 3 mil PCDs cadastrados.

Para ter acesso ao curso, os PCDs cadastrados do Sine Manaus devem procurar o posto do serviço no Centro para obter uma ficha de inscrição e, depois de preenchidos os dados, devem entregar junto com documentos pessoais na unidade do SESI do bairro Alvorada, localizada na  Rua Vivaldo Lima, s/n. As inscrições vão até o dia 30 de agosto deste ano.

Um dos organizadores do projeto, o chefe de Qualificação da Semtrad, Fábio Castro, explicou o motivo da parceria. “Constatamos que uma das principais dificuldades do Sine Manaus na intermediação de mão de obra de pessoas com deficiência era a falta de escolaridade de uma importante parte deles. Os empresários solicitavam a mão de obra para cumprir a Lei de Cotas para PCDs, mas esbarravam na qualificação. Então, buscamos parceria com o Sesi para tentar sanar essa deficiência”, explicou Fábio Castro.

A legislação de cotas para PCDs está prevista na Lei Federal 8.213/1991. Há mais de 20 anos em vigor, a legislação prevê que toda empresa com mais de 100 empregados destinem de 2% a 5% de suas vagas ao público portador de necessidades especiais.

Representante dos PCDs do Conjunto Viver Melhor, na zona Norte, Daniel Sena, elogiou a parceria na qualificação das pessoas com deficiência e acredita que os cursos devem ajudar a reduzir o índice de desempregados entre o grupo. “A continuação da escolaridade dos PCDs vai contribuir para aumentar as oportunidades de trabalho. Agora, vamos orientá-los para participar desse projeto e garantir uma importante adesão”, disse Sena.

Sobre o curso

A parceria entre a prefeitura e o Sesi busca garantir a escolaridade no Ensino Fundamental e Ensino Médio dos PCDs por meio de aulas ministradas a cada seis meses. A ação ocorrerá em três pontos específicos: no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste, nas instalações do próprio Sesi, no bairro Santa Etelvina, zona Norte, e na Zona Leste, em uma escola municipal a ser definida. As informações mais detalhadas serão repassadas aos estudantes no dia da matrícula.

No ano passado, 27,5 mil novos postos de trabalho destinados a PCDs foram criados no país, segundo dados do Ministério do Trabalho, chegando a 357,8 mil o número vagas ocupadas em todas as cidades brasileiras. Ainda segundo o Ministério, houve aumento de 20% presença de deficientes nas empresas nos últimos cinco anos nos estados brasileiros.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir