Esportes

Cruzeiro empata com o Coritiba e segue na zona de rebaixamento

O jogo, que ocorreu no estádio Indepêndencia, ficou em 2 a 2 - foto: divulgação/Coritiba

O jogo, que ocorreu no estádio Indepêndencia, ficou em 2 a 2 – foto: divulgação/Coritiba

O Cruzeiro apenas empatou em 2 a 2 com o Coritiba, na tarde deste domingo (14), pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Independência. Rafinha e Ramón Ábila marcaram para os mineiros, enquanto os paranaenses fizeram com Kazim e Juan.

Com o resultado, os comandados de Mano Menezes permanecem na zona de rebaixamento. No entanto, agora eles têm 20 pontos e ocupam a 18ª posição, à frente somente de Santa Cruz e América-MG. O time de Paulo César Carpegiani, que estreou neste fim de semana, é o 15º colocado, com 22.

O melhor: Juan participa dos dois gols do Coritiba

Escalado no meio de campo, o lateral esquerdo de origem fez uma boa partida no estádio Independência. Ele foi o responsável por cobrar o escanteio que acarretou no gol de Kazim. Na sequência, o jogador cobrou uma bela falta da intermediária para balançar a rede de Fábio. A sua participação no confronto foi bastante destacável.

Ramón Ábila chega ao quarto gol no Cruzeiro

Contratado junto ao Huracán, da Argentina, por cerca de R$ 13 milhões, Ramón Ábila não para de fazer gols com a camisa do Cruzeiro. Destro, o centroavante fez o seu primeiro com a perna direita no jogo diante do Coritiba. Em sete compromissos com as cores do clube mineiro, o argentino marcou quatro vezes.

Berola faz boa partida pelo Coritiba e dá belo drible em rival

O atacante fez boa partida diante do Cruzeiro. A saída -aos 12 do segundo tempo- ocorreu somente devido à condição física do jogador. Em campo, ele se encarregou de puxar os contra-ataques pelo visitante. No lance que acarretou no gol de Juan, o atleta roubou a bola no meio de campo e aplicou uma caneta sensacional no volante Henrique. A jogada levou os paranaenses que foram ao estádio Independência à loucura.

Primeiro tempo é marcado por lesões dos dois lados

O Coritiba perdeu a referência ofensiva no lance em que marcou o primeiro gol. Kazim aproveitou cruzamento de Juan e balançou a rede de Fábio. Contudo, o turco queixou-se de dor na coxa direita e acabou substituído por Vinícius. Pelo lado do Cruzeiro, o goleiro Fábio foi quem teve um problema clínico. O dono da camisa 1 sofreu uma entorse no joelho direito e deixou o gramado para a entrada de Lucas França logo após o segundo gol do visitante.

Cruzeiro passa 15 minutos sem capitão

A lesão que acarretou na substituição de Fábio por Lucas França, aos 34 minutos da etapa inicial, fez com que o Cruzeiro ficasse 15 minutos sem um capitão. Na saída do goleiro, ele entregou a braçadeira para Mano Menezes e seguiu para o vestiário. O treinador entregou o objeto ao quarto árbitro Igor Junio Benevenuto e solicitou que fosse repassado a Henrique. O volante, contudo, não recebeu a faixa e a equipe mineira terminou o primeiro tempo sem um líder no gramado.

Cruzeiro de Mano Menezes abusa dos cruzamentos

O Cruzeiro abriu o placar, logo aos dois minutos, em cabeceio de Rafinha após cruzamento de Arrascaeta. O lance do gol, contudo, não foi o único de bola aérea. O mandante abusou das jogadas deste tipo, sobretudo pelo fato de o adversário estar bem postado defensivamente, e encontrou dificuldades para chegar à meta de Wilson. Na volta do intervalo, os mineiros passaram a usar cruzamentos rasteiros e chegaram ao gol desta forma.

Em sua estreia, Carpegiani monta Coritiba fechado

No primeiro jogo de Paulo César Carpegiani, o Coritiba optou por utilizar os contragolpes. O treinador posicionou o time no campo de defesa e utilizou lances de velocidade com o lateral direito Dodô e o atacante Neto Berola para chegar ao setor ofensivo. Embora tenham marcado um gol em escanteio e outro em cobrança de falta, os paranaenses levam muito perigo em jogadas que aproveitaram a rapidez dos homens de frente.

CRUZEIRO

Fábio (Lucas França); Ezequiel, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Robinho, Arrascaeta (Willian) e Rafinha (Marcos Vinícius); Rafael Sobis e Ramón Ábila.

T.: Mano Menezes

CORITIBA

Wilson; Dodô, Luccas Claro, Nery Bareiro e Juninho; Edinho, Amaral, Juan e Raphael Veiga (Fábio Braga); Kazim (Vinícius) e Neto Berola (Guilherme Parede).

T.: Paulo César Carpegiani

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)

Assistentes: Alessandro Rocha de Matos e Elicarlos Franco de Oliveira (ambos da BA)

Cartões amarelos: Robinho, Ezequiel (C); Amaral, Luccas Claro, Edinho e Guilherme Parede (C)

Gols: Rafinha, aos 2 min, Kazim, aos 19 min, e Juan, aos 27 min do 1º tempo; Ábila, aos 4 min do 2º

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir