Esportes

Cruzeiro bate o Atlético em clássico pelo Campeonato Mineiro

O domingo de Páscoa começou agitado para os torcedores dos maiores clubes de Minas Gerais. Em especial, para a parte azul do Estado - foto: reprodução

O domingo de Páscoa começou agitado para os torcedores dos maiores clubes de Minas Gerais. Em especial, para a parte azul do Estado – foto: reprodução

 

Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentaram no Independência pela nona rodada do campeonato estadual e o time celeste conseguiu não só sair vivo, mas com o triunfo em pleno Horto.

Com gol de Rafael Silva, o time do técnico Deivid venceu por 1 a 0 e abriu seis pontos na tabela. O time praticamente garantiu a liderança na primeira fase com 23 pontos, contra 17 do rival.

Vale lembrar que devido à data Fifa e algumas lesões, o clássico mineiro ficou esvaziado com mais de 15 desfalques, como Victor, Erazo, Cazares e Douglas Santos no time alvinegro. Dedé, Willian, Alisson e Arrascaeta na foram os desfalque da equipe celeste.

O JOGO

Jogo começou quente na temperatura e no temperamento dos jogadores. Bastante pegado, os times se apresentaram bem organizados, com o Atlético ligeiramente melhor, chegando duas vezes com perigo e forçando Fábio a fazer ótimas intervenções.

O Cruzeiro tentou responder nos contragolpes pelos lados e assustou pela primeira vez aos 15 minutos, com Élber carimbando o travessão de Uilson.

Com dificuldades na armação de jogo, o Galo ficou refém das jogadas de Robinho e Luan. Por outro lado, o Cruzeiro equilibrou a partida depois da parada técnica, tomou conta do meio-campo e marcou mais presença no ataque, terminando a etapa inicial melhor que o rival.

No segundo tempo, o jogo recomeçou do mesmo jeito, aberto, pegado e com boas chances para os dois lados. Em um cenário parecido com a etapa inicial, o Cruzeiro seguiu melhor organizado em campo, mas o Atlético ameaçou com mais perigo. Por mais de uma vez, Fábio precisou fazer novos milagres para evitar o gol alvinegro.

Do outro lado, a estreia do jovem Uilson não foi das melhores. O terceiro goleiro bateu roupa na finalização de Élber, e Rafael Silva pegou o rebote para inaugurar o marcador para Cruzeiro.

Com o placar positivo faltando dez minutos para o fim, o Cruzeiro deu uma esfriada na partida e se armou novamente para o contra-ataque, diante de um Atlético que até voltou a fazer pressão, mas esbarrou em outras ótimas defesas do camisa 1 celeste, um dos maiores responsáveis pela vitória.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir