Esportes

Croata punido por grito considerado nazista será auxiliar da seleção

A seleção croata de futebol terá como auxiliar-técnico um ex-jogador punido em 2013 por uma atitude considerada de cunho nazista. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (21).


Na ocasião, o ex-zagueiro Josip Simunic celebrou a classificação para a Copa de 2014, obtida na repescagem contra a Islândia, com um grito utilizado pelo Ustase, que governou o país durante a ocupação alemã na Segunda Guerra. Ele foi punido por dez jogos e não pôde jogar a Copa realizada no Brasil.
Simunic, que jogou duas Copas do Mundo e se aposentou no fim do ano passado, será o assistente do técnico Ante Cacic, também anunciado nesta segunda, após a demissão de Niko Kovac.
A Croácia também esteve envolvida em uma polêmica nas eliminatórias para a Eurocopa de 2016. Na partida contra a Itália, em junho, o desenho de uma suástica foi visto no gramado do estádio Poljud, em Split (segunda maior cidade do país).
Os croatas foram punidos com dois jogos sem a presença de sua torcida e perderam um ponto. A seleção está em terceiro lugar no grupo H, quatro pontos atrás da Itália e a dois da Noruega.
Apenas os dois primeiros se classificam diretamente para a Eurocopa, que será realizada na França, em junho do ano que vem.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir