Sem categoria

Crianças de 7,9 e 10 anos são detidas suspeitas de furtar residência em Lábrea

As crianças confessaram o furto e foram levadas para o Conselho Tutelar do município - foto: divulgação/PM

As crianças confessaram o furto e foram levadas para o Conselho Tutelar do município – foto: divulgação/PM

Um caso envolvendo três crianças chocou os moradores do município de Lábrea (à 702 quilômetros de Manaus). Na tarde desse domingo (14), por volta das 14h, três crianças de 7, 9 e 10 anos de idade foram detidas suspeitas de arrombar uma residência no município de Lábrea, e furtar de dentro da casa, dois aparelhos telefônicos, uma bicicleta eletrônica infantil e joias folheadas a ouro.  

O fato ocorreu por volta das 15h30 do último sábado (13), na rua José Lima, bairro Vila Falcão, naquele município.

De acordo com o tenente Laurênio Silva, da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), as crianças praticaram delitos na rua onde moram.

“Os três garotos arrombaram a residência de um dos vizinhos e furtaram vários objetos de dentro da casa. No momento do ocorrido não havia ninguém na residência. Eles conseguiram entrar pela porta da frente, e por se tratar de uma casa de madeira, não tiveram dificuldades para arrombar”, disse o tenente.

Os Policiais informaram ainda que as crianças foram apreendidas após denúncias de vizinhos, que testemunharam a ação dos menores. Os meninos foram encontrados na tarde desse domingo, na rua onde o caso aconteceu, tentando negociar os objetos furtados.

“Quando chegamos ao local, avistamos os três meninos tentando vender os celulares por R$ 10. Os pais das crianças não estavam em casa no momento em que efetuamos a apreensão dos envolvidos e recuperamos os objetos furtados da residência. Encaminhamos os três meninos ao Conselho tutelar do município, onde foi adotado os procedimentos pertinentes ao caso. Lá, eles confessaram que haviam cometido o delito”, informou Laurênio Silva.

Ainda conforme o tenente, os pais das crianças foram notificados pelo Conselho Tutelar para prestar esclarecimentos sobre o comportamento ilícito dos filhos.

Por Bruna Amaral

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir