Sem categoria

Criança morre afogada na Ponta Negra

A menina de 12 anos, visita a praia, pela primeira vez. foto: Arthur Castro

A menina de 12 anos, visitava a praia, pela primeira vez. foto: Arthur Castro

Uma menina de 12 anos morreu afogada por volta das 13h15 desta segunda-feira (12) na praia da Ponta Negra, Zona Oeste da Capital. De acordo com a mãe da criança identificada como Valdira Silva, a família estava tomando banho na praia quando a menina, identificada como Adriele Silva de Souza pediu para dar uma volta na orla. Minutos depois a mãe recebeu a notícia de que a filha havia se afogado.

 

“Nós estávamos tomando banho na área permitida, de repente, minha filha pediu para ir dar uma volta na pista de skate e não há vi mais, minutos depois me avisaram que ele estava morta”, disse a mãe desesperada.

Pai menina

O pai da menina, mostra sua imagem no celular. foto: divulgação

A ocorrência foi atendida pela 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Segundo um dos policiais que atendeu o caso, provavelmente a menina teria se perdido da mãe e ido tomar banho na área não permitida da praia. “Muitos são acostumados a fugir dos pais e ir para área restrita, e tantos nos PMs quanto os guardas municipais orientamos para os banhistas não irem, mas, as pessoas não escutam, resultando nas fatalidades com essas” pontuou Afonso.

 

Segundo o Corpo de Bombeiros diariamente são feitas rondas via fluvial através das lanchas de preparo para resgate rápido e de advertência aos banhistas. “Orientamos ao pais que s trouxerem crianças redobrem a atenção e coloquem equipamentos de segurança como; as boias infláveis e não deixe a criança se afastar, pois, a correnteza leva e pode causa um afogamento” ressaltaram os salva vidas que não quis se identificar.

 

O corpo da menina de 12 anos foi encaminhado a base do Serviço de Atendimento Móvel (SAMU), aonde já chegou sem vida, posteriormente o Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para a remoção do cadáver, que agora aguardar pela liberação, para que os familiares possam realizar o velório.
Em nota a prefeitura de Manaus manifestou seu mais profundo pesar pela morte da menina Adriene Silva de Souza, 12, e  informa que desde os primeiros momentos do ocorrido realizou todos os esforços para oferecer à família da vítima a assistência necessária, inclusive com os serviços do SOS Funeral.
O acidente que resultou na morte de Adriene ocorreu em área não permitida para banho, que está interditada com barreiras de proteção (tapume) e gradis para evitar o acesso, além de avisos de alerta. Além disso, há uma comissão permanente com a presença de agentes municipais, Corpo de Bombeiros, salva-vidas e atendimento à saúde. Ainda na manhã desta segunda-feira, a comissão e a Guarda Municipal retiraram um grupo de aproximadamente 100 pessoas que tomava banho na área interditada.
A Prefeitura reitera que a segunda etapa da Ponta Negra não está liberada para banho, pois ainda há obras no local. Ainda não há previsão para a conclusão desta etapa pois é necessário que se complete o ciclo de vazante do rio, o que ainda não ocorreu. E reforça o apelo para que banhistas e frequentadores respeitem as regras de uso da praia bem como as orientações quanto às áreas de interdição para evitar riscos à vida.

Por Equipe EM TEMPO Online

1 Comment

1 Comment

  1. claudio melo

    12 de outubro de 2015 at 15:54

    A culpa é dela. nem do bombeiro nem da mãe. foi pro lugar proribido porque quis.já tinha saber suficiente do perigo. não era criancinha, inocente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir