Cultura

Criador explica por que não existem versões femininas dos Minions

Criador dos personagens Minions, o diretor Pierre Coffin explicou por que não existe uma versão feminina das criaturas amarelas, em formato de cápsulas. “Vendo quão burros e estúpidos eles podem ser, eu simplesmente não podia imaginar eles como garotas”, disse ele ao site ‘TheWrap’.

Coffin ainda explicou a origem dos nomes dos personagens: “Kevin vem de uma palavra do grego antigo (‘Kevinos’), que significa líder. Stuart vem do latim, ‘Stuartalumni’, que significa, em tradução livre, ‘aquele que é folgado’. E Bob, é um diminutivo. De Robert.”

O longa de animação ‘Minions’ estreou liderando as bilheterias americanas no último final de semana -arrecadou US$115,2 milhões (R$ 367,4,mil) de acordo com a empresa ‘Exhibitor Relations’.

E, se as criaturas têm a capacidade de multiplicar a audiência, a maneira como elas se reproduzem entre si, porém, ainda é um mistério. Afinal, se não há uma Minion fêmea, como nasceriam novos exemplares da espécie amarela?

Segundo o ‘TheWrap’, existem duas teorias: a primeira delas, é que humanos se transformam em Minions depois de serem atingidos pela Minionizer, uma máquina similar àquela instalada na atração dedicada aos personagens no parque dos estúdios Universal, nos Estados Unidos. Outra hipótese diz que eles são clonados a partir de um único DNA, como sugerido por um dos filmes da saga.
Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir