Política

Criador do ‘Fome Zero’ é reeleito diretor-geral da FAO

O brasileiro José Graziano da Silva, 67 anos, foi reeleito diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), neste sábado. Criador do Fome Zero, o brasileiro foi eleito com 177 votos de um total de 182 delegações presentes à Conferência da FAO em Roma. É a maior votação em toda história da entidade.

“Recebo com enorme satisfação a decisão dos países membros da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) de reconduzir ao cargo de Diretor-Geral da entidade o brasileiro José Graziano da Silva”, declarou a presidenta Dilma Rousseff em seu perfil de Facebook. “A eleição de Graziano comprova suas sólidas credenciais e importante contribuição para as políticas de combate à pobreza, em especial o programa Bolsa Família, que faz do Brasil referência internacional”, destacou Dilma

José Graziano está no cargo desde janeiro de 2012. Antes de ser eleito para o posto máximo da organização, ele foi diretor-geral adjunto e representante da FAO para a América Latina e Caribe entre 2006 e 2011. No Brasil, ele foi responsável pelo desenho e a implementação, em 2003, do programa Fome Zero.

De nacionalidade brasileira e italiana, Graziano é formado em Agronomia com Mestrado em Economia Rural e Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP) e Doutorado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Campinas. Além disso, concluiu dois Pós-Doutorados, um sobre Estudos Latino-Americanos, pela University College of London, e o outro sobre Estudos do Meio Ambiente, pela University of California, em Santa Cruz.

Conferência

Cerca de 130 ministros, 12 chefes de Estado e outros representantes de alto nível dos 194 países membros da FAO vão participar da conferência. Durante o evento, os países que alcançaram as metas internacionais de combate à fome receberão prêmios. Ainda na Conferência, será aprovado o programa de trabalho e o orçamento da Organização para os próximos dois anos.

Diversas autoridades de alto nível são esperadas na Conferência. Sergio Mattarella, presidente da Itália fará a abertura da Conferência no dia 6 de junho, seguido de um discurso da presidente do Chile, Michelle Bachelet.

Ainda no sábado, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva foi o orador da Conferência em memória de McDougall. Ele abordou questões de segurança alimentar e nutricional.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir