Cultura

Criador da trilha sonora de “Titanic” morre em acidente aéreo

O compositor James Horner, 61, morreu nesta segunda-feira (22) após sofrer um acidente aéreo.

De acordo com a revista “Variety”, Horner morreu na queda de seu avião particular, em Santa Barbara (Califórnia).

Autor de várias trilhas de sucesso, Horner venceu dois Oscars por “Titanic”: além da trilha, ganhou com a canção “My Heart will Go On”, ao lado de Will Jennings – a música era executada no filme por Céline Dion.

“Perdemos uma pessoa incrível, com um coração enorme e um talento inacreditável. Ele morreu fazendo o que amava”, declarou a assistente pessoal de Horner, Sylvia Wells, em sua página do Facebook.

Diretores e atores de filmes com trilha de Horner também lamentaram o acidente fatal.

“O brilhante compositor James Horner, amigo e colaborador em sete filmes, faleceu tragicamente em um acidente de avião. Meu coração sofre por seus parentes”, escreveu no Twitter o diretor e colega Ron Howard, de filmes como “Apollo 13” e “Uma Mente Brilhante”, ambos com partitura musical de Horner.

Além da vitória por “Titanic”, Horner acumulou outras seis indicações ao Oscar de trilha sonora: “Aliens: O Resgate” (1986), “Campo dos Sonhos” (1989), “Coração Valente” (1995), “Apollo 13” (1995), “Uma Mente Brilhante” (2001), “Casa de Areia e Névoa” (2003) e, a última, por “Avatar” (2009) – também foi indicado na categoria canção por “Somewhere out There”, de “Fievel, um Conto Americano” (1986).

As trilhas de Horner também acompanharam beijos carinhosos em “O Espetacular Homem-Aranha”, grandes batalhas em “Troia” e momentos de agitação em filmes como “Jogos Patrióticos” e “Jumanji”.

Suas trilhas, que marcaram diferentes gerações, foram lembradas por várias astros de Hollywood. “Estou incrivelmente triste com a notícia da perda de James Horner. Cresci amando seu trabalho. Deixa um legado musical espetacular”, escreveu Seth MacFarlane, criador de “Família da Pesada”.

“Não há nada que tenha marcado mais a minha experiência de ir ao cinema que a genialidade musical de James Horner. Ele ficará na história”, escreveu o ator Rob Lowe.

O ator Ron Perlman, que atuou em “Círculo de Fogo”, disse que teve “sorte de poder dizer que estava em um filme no qual James Horner fez a trilha sonora”.

Outros compositores também falaram da influência duradoura de Horner em suas carreiras.

“James Horner, obrigado por me inspirar quando jovem a perseguir uma carreira na música para cinema. Obrigado por sua música. Descanse em paz”, escreveu Steve Jablonsky, que compôs para a série de filmes “Transformers”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir