Política

Cresce quantidade de indígenas eleitos no Amazonas, segundo TSE

Nas eleições deste ano, o crescimento de indígenas eleitos mostra um acréscimo de 28,6% em relação a 2012 – foto: divulgação

Nas eleições deste ano, o crescimento de indígenas eleitos mostra um acréscimo de 28,6% em relação a 2012 – foto: divulgação

Povos indígenas do Estado do Amazonas ganharam mais representatividade nas eleições deste ano. Isso porque, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos 324 indígenas candidatos a vereador em todo o Estado do Amazonas, 28 conseguiram se eleger em municípios do interior. Esse número apresenta um acréscimo de 28,6% em comparação ao último pleito, em 2012, que teve apenas oito candidatos eleitos para ocupar uma cadeira na Câmara municipal. Para o cargo majoritário, o número continua o mesmo desde o último pleito, apenas um indígena conseguiu vitória no pleito.

O município de São Gabriel da Cachoeira, com a população predominantemente de indígenas, foi o exemplo deste pleito, ao eleger o prefeito Clóvis Curubão (PT) com 4.649 votos e mais sete vereadores de etnias indígenas. Os eleitos para exercer os cargos na Câmara de vereadores foram Alex Fontes (PT) – 933 votos; Dieckson Diogenes (PR) – 545 votos; Anderson Yanomami (PSL) – 528 votos; Basílio Kuripaco (PSL) – 447 votos; Natanael Tanaka (PT) – 337 votos; Otacila Barreto (DEM) – 329 votos; e Rafael Brito (PSL) – 318 votos.

Representação

O cientista político Carlos Santiago destaca que o aumento da representativa indígenas acontece como consequência da diminuição do uso da máquina pública. “Significa que a diminuição do ‘derrame de dinheiro’ acaba dando espaço para o movimento indígena, porque à medida que você vai diminuindo o peso do recurso, sobressaem aquelas candidaturas de menor porte. O fim do financiamento empresarial favorece não só os indígenas, mas os outros que não têm recurso e que apresentam representatividade nas comunidades”.

A instrução educacional é um dos maiores questionamentos, quando um indígena assume um cargo público na política. Sobre esse assunto, Santiago informa que a sociedade é composta por todas as etinias e que na verdade apresentam uma riqueza social. “Para ser vereador não precisa de muitos conhecimentos e estudos ou patrimônios financeiros. Basta ser honesto e cidadão e queira o bem comum. Se eles tiverem essa mentalidade, de melhorar a vida das pessoas a partir de propor e participar, claro que podem aderir essa envergadura. Não precisa ser doutor. Um exemplo é o Congresso Nacional, que é composto por vários doutores e empresários, e que muitas vezes não fazem quase nada. Por isso, mantendo a linha de honestidade, dá para se legislar”.

Municípios que mais elegeram

O segundo município que mais elegeu vereadores para a Câmara Municipal foi Atalaia do Norte, com cinco da etnia indígena eleitos. Assumirão o posto de vereador a partir do dia 1º de janeiro Armando Marubo (PSDB) – 226 votos; Cesar Nakua Mayuruna (PSL) – 210 votos; Kora (PT) – 171 votos; Marke Turu (PSDB) – 157 votos; e Manoel Churimpa (Pros) – 134 votos.

A cidade de São Paulo de Olivença ficou em terceiro lugar no ranking dos municípios que mais elegeram indígenas, com quatro eleitos. Nos próximos quatro anos, os indígenas Paulino Pite (PR) – 430 votos; Jaime Manoel (PMDB) – 388 votos; Alcides Guedes (PSD) –  371 votos; e Celson Jordão Antônio (PSL) – 257 votos representarão os interesses da coletividade na cidade.

O município Santo Antônio de Içá elegeu três vereadores indígenas que são Alberto Xavier (PSD) – 749 votos; Lucas Silva (Pros) – 327 votos; e Teodorino (PMDB) – 280 votos.

Já as cidades que elegeram apenas dois índios para o Legislativo municipal foram os municípios de Pauini, com Chico da Mélia (PT) – 187 votos e Juraci Brasil – (PCdoB) – 164 votos; Alvarães com Mauca (Pros) – 403 votos; e Jair do Marajaí (Pros) – 180 votos. Tabatinga elegeu Mendário Gaspar (Dem) – 719 votos e Felipe Vitorino (PMDB) – 676 votos, e Santa Isabel do Rio Negro garantiu uma cadeira na Câmara Municipal para Siromar (PMDB) – 118 votos e Maria Melgueiro (PMDB) – 148 votos.

Por Diogo Dias
Jornal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir