Sem categoria

Corregedoria da Aleam pede que PC apure ato contra José Melo

Em nota, corregedor da Aleam, Ricardo Nicolau, informou que recebeu, na última semana, Termo de Declaração da Casa Militar da Assembleia dando sua versão sobre o caso – foto: divulgação – foto: divulgação

Em nota, corregedor da Aleam, Ricardo Nicolau, informou que recebeu, na última semana, Termo de Declaração da Casa Militar da Assembleia dando sua versão sobre o caso – foto: divulgação – foto: divulgação

A Corregedoria da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) informou que pedirá à Polícia Civil a abertura de um inquérito policial para investigar o episódio da última segunda-feira (1°), quando um jovem identificado como Hinaldo de Castro Conceição, 19, jogou papeis que simulavam notas de R$ 100 no governador José Melo (Pros) antes da solenidade de leitura da mensagem governamental no Legislativo.

Em nota, o corregedor da Aleam, deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), informou que, de acordo com o regimento interno da Assembleia, precisará aguardar a manifestação dos envolvidos no caso para dar início aos procedimentos administrativos quer nortearão, ainda, uma investigação interna.

“A Corregedoria aguarda o recebimento de outras informações sobre o episódio. É possível que a solicitação do inquérito policial seja encaminhada à Polícia Civil, após o período carnavalesco. Assim será possível constatar a veracidade do fatos e responsabilidade dos atos”, disse o deputado Nicolau via assessoria de comunicação.

Após jogar os papeis no governador, o jovem disse ter sido agredido por homens não identificados na Aleam. Segundo Ricardo Nicolau, na última semana, a Casa Militar da Aleam protocolizou na Corregedoria um Termo de Declaração, assinado por um servidor da Casa Militar, relatando sua versão sobre as agressões a Hinaldo de Castro Conceição.

Após o ocorrido, o jovem informou aos presentes e para a imprensa ser integrante do Movimento Levante Popular da Juventude (MLPJ).

Manifestação

Na primeira sessão da Assembleia Legislativa, evento que o governador José Melo fez a leitura da mensagem governamental, o jovem atirou papéis em formato de dinheiro, no momento que o governador concedia entrevista à imprensa, antes da abertura oficial do evento.

O rapaz jogou os papéis em cima do governador e gritou: “pega teu dinheiro, Melo comprador de votos! ”. Imediatamente, o jovem foi retirado por um funcionário da casa militar.

O estudante, que foi levado para uma sala particular da Aleam, disse ter sido agredido fisicamente pelos funcionários da Casa Militar.

Depois de ser liberado, o jovem saiu da Assembleia e foi registrar um Boletim de Ocorrência no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para denunciar as agressões. Em depoimento prestado na unidade policial, ele relatou que foi espancado e injuriado com palavras de ofensas. Para constatar se houve ou não agressão, o jovem fez exame de corpo de delito.

O Instituto Médico Legal (IML) informou, preliminarmente, que não havia indícios de agressão.

Na última semana, parlamentares aliados ao governador José Melo acusaram os parlamentares de oposição ao governo de ter articulado a manifestação.

De acordo com o líder de governo, deputado David Almeida (PSD), os vídeos das câmeras de segurança da Aleam demonstram a participação de assessores parlamentares no ato.

Por Bruna Souza

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir