Esportes

Coritiba vence clássico contra Atlético-PR e deixa zona de rebaixamento

Com as vitórias de Avaí e Goiás, o Coritiba foi para o clássico deste domingo (20), no Couto Pereira, precisando vencer para não terminar a rodada na zona de rebaixamento. E conseguiu.

Cirúrgico, o time alviverde conseguiu dois gols ainda no primeiro tempo, com Henrique Almeida e Negueba, e assim venceu o Atlético-PR por 2 a 0, em jogo da 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Coritiba -que conquista a terceira vitória em cinco jogos- chega a 33 pontos e termina esta rodada na 14ª colocação, a dois pontos da zona de rebaixamento.

Já o Atlético-PR de Milton Mendes segue em queda livre. Sofre a terceira derrota seguida, acumula a quinta partida consecutiva sem saber o que é vitória e estaciona nos 38 pontos, distanciando-se ainda mais do G-4 -o quarto colocado Palmeiras soma 44.

O jogo

Sobrou eficiência ao Coritiba, e faltou ao Atlético-PR. Assim pode ser resumido o primeiro tempo disputado no Couto Pereira, que em seus primeiros 45 minutos terminou com vitória de 2 a 0 para os donos da casa.

O primeiro gol saiu logo aos 12 min, quando Negueba pisou para Henrique Almeida, que arriscou de fora da área e foi extremamente feliz na finalização, que entrou no cantinho, à direita de Weverton.

Já o Atlético-PR teve a chance mais clara de gol da etapa inicial, mas Walter não aproveitou. Ele correu sozinho com a bola do meio-campo, após lançamento da defesa e falha de Walisson Maia. Mas ao ficar cara a cara com Wilson, tirou demais do goleiro e mandou para fora, aos 40 min.

Três minutos depois, o Coritiba voltou a ser preciso, e ampliou no Couto Pereira. Lúcio Flávio deu linda assistência para Negueba, que dominou dentro da área e finalizou de direita no ângulo. 2 a 0.

O Atlético-PR voltou um pouco melhor no segundo tempo, mas continuou pecando nas finalizações, como aos 3 min. No lance, Ewandro recebeu pela esquerda, invadiu a área e finalizou na saída de Wilson, mas a bola bateu caprichosamente na trave, em uma das poucas chances criadas pelos dois times na segunda etapa.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir