Sem categoria

Corinthians vence o Atlético-MG no Independência e se aproxima de título

Só uma tragédia agora pode tirar o hexacampeonato do Corinthians. Neste domingo (1º), em jogo difícil, com muita pressão no estádio Independência, Malcom, Vagner Love e Lucca afastaram o clima de ansiedade e decidiram a final antecipada contra o Atlético-MG, vice líder do Brasileiro.

Tarde feliz também para Jadson, o meia artilheiro do alvinegro paulista, líder em assistências, quem deu os dois passes para os atacantes balançarem as redes, comemorou o seu centésimo jogo pela equipe do Parque São Jorge.

Festa para 30 milhões de torcedores, que podem conseguir o título de vez já na próxima rodada, contra o Coritiba, no Paraná, a depender dos resultados do rival mineiro.

Com o placar deste domingo, de 3 a 0, a diferença dos paulistas na liderança do Brasileiro aumentou mais três pontos, chegando a 11. Há ainda mais cinco rodadas até o fim da competição, ou seja, mais 15 pontos em disputa, o que permite ainda ter chance para algo mudar.

Se ganhar o próximo e o Atlético-MG perder, porém, Corinthians campeão.

Ainda sem poder dizer que a taça é sua, o clube paulista já tem muito a comemorar: conseguiu superar nesta tarde a campanha do time de Tite de 2011, que depois foi campeão da Libertadores e conquistou mais um Mundial. Naquele ano, a equipe foi campeã com 71 pontos e 21 vitórias. Hoje, já tem 73 pontos e 22 vitórias.

Para o Atlético-MG, as esperanças são mínimas. O time entrou em campo com muito apoio da torcida, no caldeirão do Independência, mas não conseguiu transformar em gols as oportunidades que teve.

No final do primeiro tempo, praticamente dominou o duelo, obrigando Cássio a fazer defesas e causando muito perigo na área.

Sem Elias, o Corinthians foi tentando aproveitar os contra ataques e parecia sofrer com o calor belo horizontino.

O alvinegro de São Paulo demorou para abrir o placar, mas em 7 minutos liquidou a partida. Malcom fez o seu aos 22 min do segundo tempo e Love fechou a decisão aos 29, com um belo gol, com direito a drible no zagueiro.

Aos 39, ainda deu tempo de Lucca, que entrou no lugar de Malcom, fazer um golaço: de voleio, após cruzamento de Renato Augusto.

“É campeão”, gritavam os quase 2 mil torcedores corintianos no estádio em Belo Horizonte.

A vitória ainda serviu para afastar a maldição do juiz Heber Roberto Lopes, com quem o Corinthians não ganhava há cinco anos, em jogos por ele apitados.

TITE HOSTILIZADO

Assim que entrou no gramado do Independência, Tite ouviu o coro da torcida atleticana, que o xingou sem parar por dois minutos seguidos.

Ao chegar perto do banco de reservas, de acordo com relatos de quem estava perto do campo, o técnico do Corinthians foi alvo de cusparadas que vieram das arquibancadas.

Chegou a se proteger atrás de repórteres da TV que estavam na lateral do gramado e logo depois vestiu um agasalho com gorro, para evitar ser atingido.

Por volta dos 25 min do primeiro tempo, Levir Culpi deixou a área técnica do Atlético-MG e se dirigiu ao banco rival, acenando para a torcida e pedindo paz para o treinador adversário.
ATLÉTICO-MG

Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Edcarlos e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Luan, Giovanni Augusto (Thiago Ribeiro) e Dátolo; Lucas Pratto

T.: Levir Culpi
CORINTHIANS
Cássio, Edílson, Felipe, Gil e Guilherme Arana; Ralf, Jadson, Rodriguinho (Cristian), Renato Augusto e (Lucca) Vagner Love (Ángel Romero)
T.: Tite

Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Cartão amarelo: Leandro Donizete (A)
Gols: Malcom, aos 22 min do 2º tempo; Vagner Love, aos 29 min do 2º tempo; e Lucca, aos 39 min do 2º tempo

UM MÃO NA TAÇA

Ainda não dá pra comemorar de fato, mas o Corinthians já está com uma mão na taça. É como pensa Renato Augusto, um dos melhores jogadores da temporada.

Logo após a vitória por 3 a 0, no Independência, em Belo Horizonte, o meia comemorou. Malcon, Vagner Love e Lucca foram os autores dos gol contra o Atlético-MG.

“É uma mão na taça. A gente tem que comemorar muito. A gente sabia da importância desse jogo”, afirmou Renato, antes ir para o vestiário.

Logo depois do segundo gol do duelo, a torcida corintiana, quase 2 mil pessoas, já gritavam “é campeão”.

Ainda faltam cinco rodadas para o fim do campeonato. A diferença é de 11 pontos para o vice-líder.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir