Esportes

Corinthians vê pressão por novo técnico aumentar

Técnico Fábio Carille está à frente do Corinthians após a saída de Cristóvão Borges - foto: Daniel Augusto JR/Agência Corinthians

Técnico Fábio Carille está à frente do Corinthians após a saída de Cristóvão Borges – foto: Daniel Augusto JR/Agência Corinthians

O Corinthians vive seu pior momento do Campeonato Brasileiro. Com a derrota por 1 a 0 para o Fluminense no último domingo (25), a equipe segue em queda na classificação após deixar o G-4 e já é a sétima colocada da competição, com quatro pontos atrás do Santos, o quarto.

A nova derrota dentro de casa aumenta ainda mais a pressão em cima da diretoria corintiana por um treinador que vai substituir Cristóvão Borges. Por enquanto, Fábio Carille é chamado de técnico interino. Eduardo Baptista, mesmo depois de te renovado com a Ponte Preta, é um nome bastante comentado para assumir a função.

Nos últimos cinco jogos pelo Brasileiro, os corintianos perderam três, empataram uma e venceram apenas o Sport, que luta contra o rebaixamento. O desempenho é igual ao de times que estão na parte de baixo da tabela: Cruzeiro, Internacional e Santa Cruz têm o mesmo índice de aproveitamento.

Com a equipe fora do G-4, a equipe começa a se concentrar na Copa do Brasil como a principal chance para entrar na Libertadores de 2017. O presidente Roberto de Andrade já avisou: a classificação para a competição sul-americana é o mínimo que esse elenco precisa fazer.

Falta de sequência incomoda

O Corinthians completa quase três meses sem conseguir vencer duas partidas consecutivas. A última vez que isso aconteceu foi no dia 9 de julho, quando o time alvinegro venceu a Chapecoense por 2 a 0 fora de casa depois de ter vencido o Flamengo por 4 a 0 no dia 3 do mesmo mês.

Ataque secou

O Corinthians tem enfrentado problemas para criar. Fábio Carille reconhece o problema. A equipe tem apenas o oitavo melhor ataque da competição, com 35 gols. A última vez que um atacante de ofício balançou as redes aconteceu no dia 3 de julho, quando Romero ajudou no triunfo em cima do Flamengo.

“Nós precisamos continuar trabalhando. Para nós do futebol, seria muito ruim se a gente não estivesse criando, mas estamos criando e estamos chegando. Então é continuar trabalhando”, afirmou o comandante.

Itaquerão

Depois de ostentar mais de 30 jogos sem ser derrotado dentro de casa, o Corinthians já não consegue mais usar a força de sua arena. Nos últimos 30 dias, a equipe registrou seus piores públicos da história do estádio e os resultados dentro de campo já não vem mais: são duas derrotas consecutivas, para Palmeiras e Fluminense.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir