Esportes

Corinthians bate o Cerro e volta à liderança

Com gosto de revanche, o Corinthians sobrou em Itaquera na noite desta quarta-feira (16), venceu o Cerro Porteño e retomou a liderança do Grupo 8 da Libertadores. Com o placar de 2 a 0, o time se vingou da derrota que teve na semana passada em Assunção para os paraguaios (3 a 2), que, com isso, tiraram a liderança do Corinthians.

Lucca foi o autor dos dois gols do confronto –no segundo, porém, quem colocou a bola para dentro foi Mareco, mas o árbitro argentino Patricio Lostau deu o gol para Lucca, que cruzou a bola.

Sem dois titulares –o meia Rodriguinho e o atacante André foram expulsos na quarta passada -, o técnico Tite conseguiu organizar o seu esquema tático, mantendo o 4-1-4-1, e viu a melhor performance do time no ano. Mais que o resultado positivo, os alvinegros chegaram muitas vezes ao gol adversário, tocaram bastante a bola e criaram muitas chances.

Além de ter feito os gols, Lucca roubou a atenção na maior parte dos 90 minutos, fazendo grande exibição. No segundo tempo, quase marcou um golaço, com direito a lençol e drible no zagueiro. A bola, porém, não entrou.

Outro que foi muito bem foi o jovem meia Maycon, garoto de 18 anos que fez sua estreia na Libertadores. Correu, deu carrinho, desarmou e deu bons passes: satisfez a torcida e a comissão técnica, substituindo Rodriguinho.

O rival paraguaio praticamente não deu trabalho. Depois da metade do segundo tempo, chegou a assustar duas vezes o goleiro Cássio, que conseguiu impedir o gol e a reação dos adversários.

Com a vitória, o Corinthians voltou a ser líder do Grupo 8, com 9 pontos, dois a mais que o segundo e o terceiro colocados, Santa Fe e Cerro, com 7 cada um. O último é o Cobresal, que não tem nenhum ponto no torneio.

Faltam ainda duas rodadas para terminar esta primeira fase da Libertadores. O time brasileiro só volta a campo daqui a três semanas, contra o Santa Fe, em Bogotá, no dia 6 de abril, às 21h45. O último jogo desta etapa é contra o Cobresal, na arena de Itaquera, no dia 20 de abril.

Protestos e briga
A Gaviões da Fiel, maior organizada do Corinthians, voltou a protestar contra Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa.

Como promotor, ele foi um dos principais adversários das torcidas organizadas. Agora, como político, é investigado na Operação Alba Branca, que apura desvios de merenda escolar. O parlamentar nega as acusações.

Durante o jogo, a Gaviões espalhou pequenos cartazes pelo setor norte da arena de Itaquera, com mensagens contra Capez: “CPI da merenda já” e “Quem vai prender o ladrão da merenda?”.

Houve protesto também contra a diretoria do Corinthians. Uma faixa maior surgiu no setor leste, logo acima das placas dos patrocinadores. “Cadê as contas do estádio”, dizia a mensagem. A Gaviões da Fiel cobra da cúpula alvinegra que detalhe os gastos e as receitas na arena.

Assim que o juiz apitou o final do jogo, uma confusão tomou conta do setor norte da arquibancada. Torcedores e policiais, armados com cassetetes, se enfrentaram e houve muita correria. Alguns torcedores tentaram enfrentar os PMs atirando objetos.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir