Cultura

Coralista é homenageado em concerto gratuito no Teatro Amazonas

Um concerto para emocionar a todos os familiares, amigos e fãs. O governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, realiza um concerto especial em homenagem póstuma a um dos mais brilhantes cantores do Coral do Amazonas, Rafael Lima, que faleceu, precocemente, aos 28 anos de idade, no último dia 12 de junho.

O concerto intitulado “Requiem de Fauré”, que acontece nesta terça-feira (12), às 20h, com entrada franca, no Teatro Amazonas, apresenta o Requiem – uma “Missa para Mortos”, oferecida para o repouso da alma ou alma de uma ou mais pessoas falecidas, usando uma forma particular do Missal Romano -, do compositor francês Gabriel Fauré, no qual os solistas serão a soprano Dhijana Nobre e o barítono Alex Herculano. Na homenagem, realizada pelo Coral do Amazonas, a Orquestra de Câmara do Amazonas e membros da Amazonas Filarmônica participarão como convidados.

A apresentação tem 35 minutos de duração e conta com a direção musical e regência do maestro Zacarias Fernandes. No repertório, composições como “Introitus et Kyrie”, “Offertorio” (coro e barítono solo), “Sanctus” (coro), “Pie Jesu” (soprano solo), “Agnus Dei et Lux Aeterna” (coro), “Libera Me” (barítono solo e coro) e “In Paradisum” (coro).

De acordo com o maestro Zacarias Fernandes, a morte de Rafael Lima é uma perda irreparável para o cenário artístico local: “Rafael Lima atuou como solista nos últimos festivais, abriu mão de outra carreira profissional para se dedicar à vida artística, especialmente à música e ao canto. Foi um exemplo de dedicação e amor à música.Como ator, interpretava com ótimo desempenho cênico os personagens que as músicas descreviam. Uma lamentável perda de um jovem cantor que possuía uma promissora carreira”, finalizou.

O homenageado

O manauense Rafael Lima iniciou seus estudos, ainda jovem, no Coral Juvenil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. Passou a integrar o Coral do Amazonas em 2012 e atuou nos Festivais Amazonas de Ópera e Recitais Bradesco. Sempre se destacou como solista em suas apresentações e ainda atuava no ramo do humor, com muito talento e irreverência.

Em 2015, realizou interpretação singela e carismática de um palhaço no espetáculo natalino “Lágrimas de Brinquedo – o Arauto dos Brinquedos” e seu último trabalho foi como solista no concerto de abertura do XIX Festival Amazonas de Ópera, “Contos Líricos”, e ainda nas óperas Medée e Adriana Lecouvreur.

Para mais informações sobre outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse a página no Facebook e o Portal da Cultura.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir