Economia

Convocação de concursados da Susam segue indefinida

Aprovados no concurso de 2014 já realizaram uma série de manifestações cobrando a convocação para os quadros da pasta de Saúde do Estado - foto: Marcio Melo

Aprovados no concurso de 2014 já realizaram uma série de manifestações cobrando a convocação para os quadros da pasta de Saúde do Estado – foto: Marcio Melo

A convocação da segunda chamada de 1,8 mil aprovados no concurso público da Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam) segue sem data definida. A entidade já havia prometido que a chamada seria publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), na última sexta-feira (26), mas não aconteceu.

O edital de convocação foi enviado pela Susam à Casa Civil, mas ainda aguarda o trâmite burocrático de rotina e a devida aprovação da Secretaria de Estado de Gestão e Administração (Sead) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Tudo sem data certa para a conclusão.

Na primeira chamada do concurso realizada em abril, 1.104 aprovados foram chamados para o preenchimento de vagas nos quadros da Susam e das Fundações de Saúde, em cargos de nível superior, médio e fundamental. Desta vez, 30% dos convocados irão atuar no interior do Estado.
Por meio de nota, a Susam reforçou o envio do documento à Casa Civil, contudo, apontou que “não houve tempo hábil para análise e envio do edital à imprensa oficial. A convocação será publicada na edição da próxima semana”, disse o texto.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, além desta chamada está previsto uma nova convocação para o mês de novembro, mas ainda não há maiores detalhes sobre essa terceira convocação. “O processo de nomeação dos concursados tem sido conduzido com o cuidado que o atual cenário econômico exige e obedecendo a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse em nota.

Na primeira chamada, realizada em abril deste ano, foram convocados 1.104 aprovados, para o preenchimento de vagas nos quadros da Susam e das Fundações de Saúde, em cargos de nível superior, médio e fundamental. Após a publicação do edital no DOE, os convocados terão trinta dias para se apresentar junto a Susam levando a documentação exigida.

Para que os convocados assumam os postos de trabalhos a Susam vem demitindo servidores do Regime Especial Temporário (RET) desde junho. A medida resultou na atuação da Defensoria Pública do Estado (DPE) que ingressará nas próximas semanas com pedido de pagamento de indenização para os servidores demitidos.

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir