Sem categoria

Contenção de despesas facilitará atendimento dos compromissos financeiros, aponta Josué Neto

Durante quatro meses os técnicos da Assembleia fizeram um estudo para avaliar medidas de contenção de gastos para que a economia pudesse ser feita - foto: divulgação/Aleam

Durante quatro meses os técnicos da Assembleia fizeram um estudo para avaliar medidas de contenção de gastos para que a economia pudesse ser feita – foto: divulgação/Aleam

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Josué Neto (PSD), reforçou nesta quinta-feira (20) o posicionamento da Casa sobre a adoção de medidas de contenção de gastos, explicando que com os novos procedimentos será possível honrar os compromissos financeiros e economizar pelo menos R$ 9 milhões.

Durante quatro meses os técnicos da Assembleia fizeram um estudo para avaliar medidas de contenção de gastos para que a economia pudesse ser feita. “A prioridade da Casa é oferecer meios para que os deputados exerçam seu mandato, valorizando os funcionários”, apontou o presidente.

Josué Neto explicou que desde o início do ano quando os deputados foram informados das quedas iniciais da arrecadação do Estado, a Casa começou um estudo de corte de gastos, e o resultado está no Ato da Mesa Diretora, com as medidas administrativas de redução de custo, que foi publicado na quarta-feira (19) no Diário Oficial Eletrônico da Aleam.

Segundo Josué, o Ato da Mesa Diretora está baseado em estudos técnicos da Procuradoria, da Diretoria-geral, do Controle externo da Casa, e da Diretoria de Orçamento. Os cortes foram feitos para que não houvesse redução de salários ou cortes de pessoal.

A redução de gastos envolve, entre outras coisas, a suspensão de serviços de Buffet, passagens aéreas e diárias, e fretamento de aeronaves. Este último representa uma das maiores despesas do parlamento, segundo Josué, já que na maioria dos municípios do Amazonas só é possível chegar de avião e barco.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir