Economia

Consumidores denunciam ‘Black Fraude’ em Manaus

Clientes que esperavam pela chegada da data afirmaram que ficaram frustrados com os preços das mercadorias - foto: Márcio Melo

Clientes que esperavam pela chegada da data afirmaram que ficaram frustrados com os preços das mercadorias – foto: Márcio Melo

A exemplo do que ocorreu em 2014, consumidores reclamaram das promoções oferecidas no tradicional dia da “Black Friday” em Manaus.

Clientes que esperavam pela chegada da data afirmaram que ficaram frustrados com os preços das mercadorias. Em alguns casos, foi denunciado que certos produtos estavam mais caros que antes da campanha começar.

O estudante Josemar Freitas, 23, afirmou que já imaginava que a “Black Fraude” iria acontecer. Segundo ele, no país é normal para os lojistas tentar enganar o consumidor.

“Esperei por essa data há bastante tempo e, mesmo sabendo que a ‘Black Friday’ no Brasil não é igual à que acontece nos Estados Unidos, arrisquei. Acredito que algumas lojas, realmente, fizeram as promoções. Alguns livros, por exemplo, estão com 50% de descontos. Só que, no geral, as lojas estão fazendo o que muitos dizem, ou seja, a metade do dobro. Os lojistas aumentaram para depois fazer a oferta. Essa prática acaba frustrando as pessoas. Pensei que ia encontrar mais ofertas. Mas, não. Essa prática é algo que vemos no Brasil. O consumidor é passado para trás”, denunciou o estudante.

Outro lado

Se por um lado há quem não gostou das promoções, por outro, há consumidores que ficaram satisfeitos com os descontos.

No shopping Manauara, na Zona Centro-Sul, o superintendente Rodrigo Galo explicou que uma forte campanha aconteceu durante as últimas semanas com a adesão de 90% das lojas à ação promocional. Os lojistas do centro de compras prometem até 50% no valor total.

Fora a promoção, o shopping ainda liberou o estacionamento para o consumidor. “A expectativa é que o aumento no número das vendas supere o do ano passado, que foi acima de 30%. Conseguimos observar, olhando rapidamente a movimentação, que a propaganda realizada durante o mês deu certo. Estamos abrindo uma hora antes do normal e vamos até meia-noite”, disse Galo.

Ele salientou que o dia promocional caiu no gosto dos empresários, que passaram a aderir à campanha em vários estabelecimentos, devido ao retorno que o evento dá para o aumento das vendas.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir