Economia

Construir está mais caro no AM

Desde janeiro, os componentes materiais, equipamentos e serviços acumulam reajuste de 6,41% – foto: Diego Janatã

Os dados do Sinapi indicam que a Região Norte fechou o último mês de dezembro e o acumulado dos 12 meses do ano com a maior variação do país. – foto: Diego Janatã

Os amazonenses pagaram mais caro para construir ou reformar o imóvel em 2015. É o que aponta o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Caixa Econômica Federal divulgado ontem.

No Amazonas, o preço médio da construção civil apresentou variação de até R$ 1.060,064 por metro quadrado construído.

Norte

Os dados do Sinapi indicam que a Região Norte fechou o último mês de dezembro e o acumulado dos 12 meses do ano com a maior variação do país.

Segundo o estudo, no último mês de 2015, ao apresentar a maior aceleração do ano, os custos da construção civil na região subiram 0,43%, e no acumulado, 7,92%.

O Sinapi apresentou variação de 0,06% em dezembro, apresentando desaceleração de 0,22 ponto percentual em relação à taxa de 0,28% de novembro. Com isto, o ano de 2015 fechou em 5,50%. O acumulado no ano de 2014 foi 6,20%.

As demais variações foram: 4,51% (Nordeste), 4,95% (Sudeste); 7,81% (Sul) e 5,25% (Centro-Oeste). Quanto aos custos da construção, as regiões ficaram com os seguintes valores por metro quadrado: R$ 995,18 (Norte); R$ 889,98 (Nordeste); R$ 1001,61 (Sudeste); R$ 999,97 (Sul) e R$ 975,71 (Centro-Oeste).

A reportagem do EM TEMPO entrou em contato com a direção do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Amazonas (Sinduscon-AM), mas a entidade não quis se pronunciar sobre o assunto.

Por Mairkon Castro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir