Dia a dia

Conselho da Ufam decide cancelar reunião para suspender calendário acadêmico

Por unanimidade, o Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) resolveu cancelar a reunião extraordinária desta sexta-feira (3) para deliberar sobre a suspensão do calendário acadêmico da instituição. O cancelamento atende liminar expedida pela 3ª Vara do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, que determinou que o Consuni se abstivesse de suspender o calendário acadêmico até o trâmite final da ação.

De acordo com o presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua), professor José Alcimar de Oliveira, não há condições para debater. “Queríamos deliberar sobre a suspensão do calendário acadêmico, mas ficamos impossibilitados, já que existe uma liminar. A opção era solicitar o cancelamento da reunião”, afirmou.

Ainda de acordo com presidente da Adua, foi registrou formalmente,  durante o Consuni, o pedido à reitora para que acione a Procuradoria Federal para interpor medida com intuito de derrubar a liminar e garantir que o Conselho possa se reunir e deliberar de forma independente e soberana, garantindo a autonomia universitária.

A reitora da Ufam, professora Márcia Perales abriu a reunião apresentando os pontos de pauta e na sequência, comunicou aos conselheiros as circunstâncias da medida judicial, dando conhecimento aos professores, técnicos e estudantes com assento no Consuni, conforme determinação do mandado de segurança.

A Adua, em defesa da autonomia universitária, requereu a suspensão da reunião, em virtude da perda de objeto de deliberação. Com apenas uma abstenção, o Consuni acatou a proposta da seção sindical e a reunião foi encerrada.

Greve

Os técnicos da Ufam estão em greve desde o dia 28 de maio e os docentes, desde o dia 15 de junho. Além da reestruturação da carreira, as duas categorias lutam em defesa da universidade pública, da autonomia universitária e ainda por melhores condições de trabalho na universidade.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir