Dia a dia

Confundido com o cunhado, adolescente é morto a tiros em lanche no Parque das Nações

 O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal - foto: Josemar Antunes

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal – foto: Josemar
Antunes

O adolescente Daniel Rodrigues de Freitas, 17, foi morto com cinco tiros, na noite dessa quarta-feira (22), por volta das 23h. O crime ocorreu em um lanche, situado na rua Itália, comunidade Parque das Nações, bairro Flores, na Zona Centro-sul de Manaus.

De acordo com informações da Polícia Civil, o jovem foi morto após ser confundido com o cunhado, identificado somente como ‘Juan’. A vítima estava no lanche, em companhia da namorada, que não teve o nome divulgado, quando dois homens, em uma motocicleta de placa e características não informadas, se aproximaram do local e chamaram por ‘Juan’. Em seguida começaram a efetuar os disparos que atingiram Daniel.

A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A dupla fugiu sem ser identificada. Conforme a polícia, familiares da namorada de Daniel ainda gritaram tentando avisar para os assassinos que o rapaz não era o Juan, porém, os suspeitos ignoraram e continuaram atirando.

Após o crime, ‘Juan’ que, segundo a polícia, era o alvo do crime, se apresentou no 12º  Distrito Integrado de Polícia (DIP), mas depois de prestar depoimento foi liberado. O homem deverá ser ouvido pela Delegacia Especializada em Homicídios (DEHS), para ajudar nas investigações.

Por equipe EM TEMPO Online

1 Comment

1 Comment

  1. Daniel Rodrigues de Freitas

    23 de junho de 2016 at 14:54

    Governo corrupto, um sistema judicial ineficaz e uma policia que não tem honra de servir o seu povo. Esta é a realidade de Manaus. Uma cidade que a cada dia que passa se torna mais violenta. Uma população que se deixa levar por lideres corruptos, que deixa com que a mídia reporte a morte de uma pessoa inocente como se fosse apenas mais um numero na estatística e não uma vida que merece ser respeitada. Se o povo soubesse a força que eles tem em numero, saíriam as ruas, cobrariam que o governo acabasse com a pouca vergonha, e julgariam aqueles que violentam seus familiares e seus amigos. Quando um povo decide não se calar, tomam em suas mãos a responsabilidade de acabar com a violência e a corrupção, não existe império que consiga resistir. Policiais contra policiais corruptos, comunidades contra traficantes covardes que como neste caso mandam matar um inocente e ficam atras de seus barracos com o cú na mão. Generais e militares que decidem sair de seus quartéis e lutarem por um pais melhor. Não deixem que a morte de mais um inocente seja em vão. Repitam o nome Daniel Rodrigues de Freitas e todos as outras crianças mortas pela violência como seu grito de guerra a todos aqueles que pensam que estão no poder. Quantas noticias de mulheres estupradas, quantas famílias terão que ver seus filhos e filhas, pais e mães sacrificados por bandidos, traficantes e policiais corruptos atras de um trocado. O pais inteiro passa por uma crise econômica, mas maior ainda é a crise que destrói os valores familiares, os valores morais, e o valor de uma vida. A globo e outras emissoras com suas novelas e atores que perpetuam a degradação humana, criando ilusões e heróis falsos. O movimento da musica funk que glamoriza a violência a mulher, a bandidagem e a vida de pessoas sem valores morais. Acorda Manaus. Acorda Brasil. Não se deixem levar por um ideal de vida que poucos vivem e aqueles que vivem nem sempre são felizes. Olhem para dentro de vocês. Descubram o poder que o amor e honestidade tem e lutem por um Brasil melhor. Caros jornalistas – Não se juntem a podridão. Não escrevam noticias sem mostrar sua indignação. Reportagem sim mas sem censura. Como pode um jornalista apenas escrever sem emoção. Como podem apenas falar de um governo safado como do atual, sem buscar educar o povo. Vejo o jornal nacional da globo e não posso crer como o William Bonner e todos os outros jornalistas não são mais diretos e não mostram o que pensam. “O ministro de tal acusado de roubar milhões mas negou sua participação.” Ponto final…Que tal…”Todas as provas indicam que o ministro roubou e agora ele nega. Tiveram sua ligações gampriadas. Roubou e acredito que devemos exigir que paguem pelos seus crimes.” Seria melhor, não?

    Temos que cobrar de todos se o pais ira se recuperar. Temos que lutar pelo certo. Temos que acabar com aquilo que esta errado. Botar meninos e meninas adolescentes para rebolar até o chão é errado. Incentivar o fim dos valores morais é errado. Se o povo inteiro não assistisse mais a globo e pedisse por uma programaçāo de acordo com valores de respeito, de honestidade, etc. acredito que sua programação iria mudar. Vamos nos unir. Vamos para luta. Não sejam covardes. Lutem por uma vida melhor, senão amanhā sera seu irmão, mãe, pai, ou amigo aqui. Sei que não é fácil, mas chegou a hora de exigir do seu governo, e em movimentos de paz mostrar que não iremos mais aceitar que destruam nossas famílias. Desliguem a globo e toda outra estaçāo. Se juntem com membros da sua comunidade. Temos muito a fazer. Limpar nossas ruas, ajudar um vizinho, educar nossas crianças. Ajudem a destruir traficantes, bandidos trazendo os viciados para recuperação, adolescentes para o estudo ou trabalho de comunidade para que não fiquem a disposiçāo do crime. Quando acaba a demanda, acaba o traficante. Pais tomem conta de seus filhos. Coloquem os valores de seus pais de volta em suas vidas.

    O império romano e todos os outros impérios caíram quando seus povos se juntaram. Vocês tem esta chance agora. Lutem em paz, lutem através de não comprarem o que as emissoras de televisão estão vendendo, lutem sem derramar sangue. Exijam que bandidos sejam presos. Construa prisões se for necessário. Cobrem da justiça ou façam justiça através da mídia.

    Jornalistas façam mais que seu trabalho. Policiais se juntem em defesa do povo. Façam com que suas vidas valem mais que suas próprias vidas. Deixem um legado para que quando se forem, seus nomes serão lembrados.

    Uma revolução não precisa ser violenta. Uma revolução precisa ser seria, sem batuque ou paneladas. Não é uma festa ou momento para sambar. Levem a serio seu país. Lutem com amor. Lutem com fé. Mas lutem.

    Que o futuro seja melhor que o presente. Que o Amazonas seja um estado de exemplo. Se todos se unirem, tenho certeza que servirão de exemplo para o resto do pais. Muita paz e muita forca para a familia do Daniel Rodrigues de Freitas e todas as outras famílias que sofrem a perda de alguém tao jovem.

    O futuro de Manaus está em suas mãos. O país não pode mais aceitar mais o que os poderosos fizeram com o nosso povo. Esqueçam o governo, façam por vocês. Faça pelo país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir