Sem categoria

‘Confundida com assaltante’, turista é baleada por vigilante no Teatro Amazonas

Em depoimento à polícia, Gabriel Barros falou que a amiga dele queria conhecer o teatro antes de embarcar para São Paulo - foto: Diego Janatã

Em depoimento à polícia, Gabriel Barros falou que a amiga dele queria conhecer o teatro antes de

A turista paulista Bruna Cúrcio, 25, foi baleada pelo vigilante do Teatro Amazonas, após entrar no local fora do horário permitido, na madrugada desta segunda-feira (22). O fato ocorreu por volta das 1h50. A mulher estava acompanhada de um amigo identificado como Gabriel Barros, 33.

O vigilante identificado como Claudionor de Souza Benchimol, 46, informou à polícia que estava fazendo a ronda pelo teatro, quando encontrou o casal e pensou que fosse uma dupla de assaltantes.

Ainda conforme o depoimento, ele efetuou dois tiros, após perceber um objeto na mão de Gabriel, que parecia com uma arma de fogo. Um dos tiros atingiu na mulher nas nádegas e na perna.

A turista foi socorrida e levada para o Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul de Manaus, onde passou por um procedimento cirúrgico.

Em depoimento à polícia, Gabriel Barros falou que a amiga dele queria conhecer o teatro antes de embarcar para São Paulo e resolveram ir até o Teatro na madrugada.

Ainda segundo o relato dele, no momento em que chegaram ao teatro, eles encontraram uma das portas do local entreabertas e resolveram entrar.

O vigilante se apresentou espontaneamente no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi aberto um inquérito policial para apurar os fatos.

Por equipe EM TEMPO Online

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir