Esportes

Confirmada na seleção olímpica, Daniele Hypolito conquista único ouro do Brasil em SP

Neste sábado (21), primeiro dia de finais da etapa de São Paulo da Copa do Mundo de ginástica artística, apenas Daniele Hypolito saiu do ginásio do Ibirapuera com a medalha de ouro.

A ginasta de 31 anos foi campeã na prova do salto, com a nota 14,125. Completaram o pódio Michelle Timm, da Alemanha (13,850) e Annika Urvikko, da Finlândia (13,700).

Além da vitória na capital paulista, Daniele também comemorou o fato de já estar confirmada entre as titulares da seleção feminina que disputará os Jogos do Rio, em agosto.

Georgette Vidor, coordenadora da equipe, já comunicou as cinco titulares que deverão competir no Rio. São elas, Daniele, Flávia Saraiva, Jade Barbosa, Lorrane dos Santos e Rebeca Andrade. A reserva ainda não está definida, mas deve ser Carolyne Pedro. Esta equipe foi a que classificou o Brasil para a Olimpíada, em evento-teste realizado no último mês.

“Já tínhamos ideia desde o evento-teste. Na verdade, desde o Pan [Toronto-2015], quando ainda não tinha a equipe classificada. O que muda sabendo que já tem as titulares é que ainda tenho muito trabalho a ser feito. O peso de se classificar entre as titulares nunca esteve sobre mim, eu sempre soube que se fizesse o melhor estaria com a vaga”, afirmou Daniele.

Outras ginastas confirmaram à reportagem que o anúncio interno das titulares já foi feito. A decisão do comando do time feminino é diferente do da seleção masculina, que deve anunciar apenas no fim de junho os cinco titulares e o reserva para os Jogos do Rio.

“Esta formação não vai mudar, a não ser que alguma ginasta tenha alguma queda muito grande de rendimento até lá, As cinco foram muito bem no evento-teste. A disputa agora é pela vaga de reserva”, disse Georgette ao UOL.

Entre os homens, neste sábado (21), Diego Hypolito foi prata no solo, Sérgio Sasaki ficou com a prata no cavalo com alças, e Francisco Barreto conquistou o bronze nas barras paralelas. No feminino, Rebeca Andrade também levou uma prata, nas paralelas assimétricas.

“Estou satisfeito com o resultado. Estou me sentindo cansado ainda, por causa das últimas semanas. Agora preciso de uns dez dias para recuperar o corpo”, afirmou Diego Hypolito.
Cada equipe (masculina e feminina) tem 12 atletas, mas apenas seis irão aos Jogos. Na quinta (12) e no sábado (14) aconteceram as primeiras avaliações internas que contam pontos para o ginasta.

A próxima e definitiva apresentação perante árbitros no centro de treinamento do Rio (fechado para público e imprensa) ocorrerá nos dias 16 e 18 de junho. Só então a equipe masculina estará formada. O anúncio vai ocorrer até o fim de junho.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir