Esportes

Concorrente ao gol do ano, americana recebeu elogios de Obama

 

Será que agora serão elas? A americana Carli Lloyd, 33, é a única representante feminina na disputa pelo prêmio Puskás de gol mais bonito do ano. Os indicados foram anunciados pela Fifa nesta sexta-feira (6).

As mulheres marcam presença na lista desde a segunda edição do troféu, em 2010. No ano passado, a irlandesa Stephanie Roche ficou entre os três finalistas, mas acabou superada pelo colombiano James Rodríguez.

Carli vai em busca de um feito inédito e mostra credenciais para alcançá-lo. Na final da Copa do Mundo disputada no Canadá, em julho, ela fez três gols em 16 minutos contra o Japão. Antes, apenas o inglês Geoff Hurst havia marcado três vezes em uma final de Mundial, em 1966.

Um dos gols, em chute do meio de campo após dar um “drible da vaca” na adversária, é o candidato ao Puskás.

As americanas venceram o Japão por 5 a 2 e foram campeãs. Carli, que atua no Houston Dash, foi eleita a melhor atleta da competição.

Animado com o desempenho da jogadora, um fã mudou o título dela na Wikipedia de “meio-campo” para “presidente dos Estados Unidos”.

Na semana passada, o presidente Barack Obama recebeu as campeãs do mundo na Casa Branca e entrou na brincadeira. “Eu garanto para vocês que Carli sabe mais sobre ser presidente do que outros que estão na disputa”, disse ele, entre risadas.

Outro feito marcante da atleta foi o gol na prorrogação marcado na final da Olimpíada de Pequim, em 2008, contra o Brasil. Ela enterrou uma das maiores chances de medalha de ouro que o futebol brasileiro feminino já teve.

No ano que vem, Carli deve disputar os Jogos do Rio. Antes, pode fazer história novamente -os finalistas serão anunciados no dia 30 de novembro e o vencedor, ou vencedora, em 11 de janeiro.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir