Economia

Compra do peixe na Semana Santa ficou para a última hora

Durante a manhã da Sexta-Feira, os consumidores fizeram a alegria dos vendedores ao lotarem as feiras para adquirir o peixe mais fresco – Fotos: Michael Dantas

 

Os manauenses que deixaram para comprar o tradicional peixe da Semana Santa na última hora lotaram as feiras e encontraram os mercados bem abastecidos. Alguns consumidores preferem deixar a aquisição para a última hora em busca de produtos mais frescos para a refeição. Além disso, algumas espécies estavam com um valor até 20% mais barato.

Na feira da Manaus Moderna, por exemplo, o movimento foi intenso m plena manhã da Sexta-feira da Paixão (14). O feirante Pedro Santos, 45, informou que é justamente nesta data que as vendas melhoram. “Quem deixou para comprar na última hora encontrou tambaqui a partir de R$ 15. Este ano, os peixes tiveram uma redução de 20% no preço em comparação a Semana Santa do ano passado”, afirmou.

Ainda de acordo com Pedro, o movimento registrado na feira durante a manhã de ontem teve uma alta de 30% em comparação à mesma data do ano passado.

Alguns boxs aproveitaram para vender o peixe pronto

Mesmo com um grande fluxo de consumidores e com uma redução nos preços, para o feirante Carlos Victor Souza, 18, as vendas foram um pouco fracas. Segundo ele, as procuras pelos pescados tiveram uma redução de pouco mais de 25%. “Essa redução aconteceu porque sempre têm muitos fregueses que deixam para comprar na última hora”, enfatizou.

Entre os peixes mais procurados pelos consumidores amazonenses, segundo o feirante Carlos Victor Souza, estão o tambaqui, o pacu, o jaraqui e o pirarucu.

Escassez

O vendedor Luiz Geraldo Silva, 65, conhecido pelos comerciantes da feira da Manaus Moderna como “Badalo”, explicou que a escassez de alguns peixes pode justificar os reajustes nos preços.

De acordo com ele, o tucunaré e a pescada ficaram quase quatro semanas sem “dar as caras” no mercado e, com a volta das espécies, e a crescente demanda, o preço sofreu uma elevação. “Nós vendedores somos repassadores de preços. Com a falta dos peixes, houve um encarecimento dos pescados. Mas, o consumidor pode encontrar peixes a partir de R$ 10”, disse o vendedor.

Entre os peixes mais procurados pelos consumidores estão o tambaqui, o pacu, o jaraqui e o pirarucu

Vantagens

O aposentado José Santos, 56, informou que encontrou o preço do peixe bastante razoável. Ele explicou, ainda, que a facilidade de ter o peixe já tratado e um atendimento bastante agradável ajudou na hora de comprar o pescado. O aposentado disse que sempre deixa para comprar o peixe na Sexta-feira Santa, com o objetivo de encontrar um peixe novo e com boa qualidade.

De acordo com o militar aposentado, Luiz Carlos Miranda, 68, deiar as compras da Semana Santa para a última hora tem o objetivo de encontrar preços mais em conta. Ele explicou que, apesar de achar o preço um pouco mais “salgado”, a compra teve que ser feita pelo fato de o Feirão do Pescado ter uma das unidades bem mais próxima à sua residência. “Eu moro na Alvorada 1, e o feirão aqui da rua Loris Cordovil facilita a minha compra. Uma pena não encontrar mais peixes a partir de R$ 5 o quilo. Entretanto, os pescados estão em ótima qualidade”, observou.

Henderson Martins

EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top