Cultura

Companhia Filarmônica apresenta musical sobre os Beatles no Teatro Manauara

Apresentação conta com elementos que promovem a interatividade com o público e conteúdo com doses de humor - foto: divulgação

Apresentação conta com elementos que promovem a interatividade com o público e conteúdo com doses de humor – foto: divulgação

O espetáculo musical “Beatles Segundo a Cia. Filarmônica” chega ao Teatro Manauara, para apresentações nos dias 30 de abril, às 21h, e dia 1º de maio, às 20h. As apresentações contarão com a participação especial de Bira, do “Programa do Jô”. Os ingressos já estão à venda pelo www.ingresse.com e na bilheteria do teatro, localizado no Piso Buriti, do Manauara Shopping (avenida Mário Ypiranga Monteiro, 1300 – Adrianópolis).

Com criação e direção de Marco Fentanes, musical procura fugir do que costumeiramente mostram bandas covers de bandas consagradas. A montagem tem a ajuda de dois roadies que infernizam o roteiro e até se “incluem” como instrumentistas: em “And I Love her”, Jica toca pauzinhos, rigorosamente seguindo “partitura”. Momentos engraçados são emoldurados por infláveis, adereços de submarino, bolhas e até mesmo bonecos gigantes, caricaturas dos Beatles, que remetem aos cabeções do Carnaval de Recife.

“A seleção das músicas seguiu o seguinte critério: encantar e surpreender”, diz Fentanes. É o que se faz, por exemplo, em “Yesterday”, cuja letra é apresentada com “gerador de caracteres” para estimular a plateia a cantar junto, acompanhando a “bolinha dançante”.

“Beatles Segundo a Cia. Filarmônica” está há 12 anos em cartaz. Já foi visto em diversas cidades do Brasil, totalizando um público superior a 450 mil pessoas.

O repertório reúne “Day Tripper”, “Don’t let me down”, “Eleanor Rigby”, “Help”, “Here comes the sun”, “Hey, Jude”, “I want to hold your Hand”, “Let it be”, ‘She loves you”, “Strawberry fields forever”, “The long and winding road”, “Twist and shout” e “Yellow submarine”, entre outras.

A produção executiva é assinada por Pedro de Assis Fentanes, direção de placo de Alberon Pereira, cenários e objetos de cena por Elmo Cardoso e Sidney Caria, fotografia de Júlio Menezes, arregimentação de Priscila Mesquita, direção de produção de Roney Ferreira, criação e direção por MarcoFentanes e realização de IT Produções e Cia. Filarmônica.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir