Esportes

Comitê Rio 2016 visita Arena da Amazônia

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 realiza, desde a última segunda-feira (25), visita técnica a Manaus - foto: divulgação

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 realiza, desde a última segunda-feira (25), visita técnica a Manaus – foto: divulgação

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 realiza, desde a última segunda-feira (25), visita técnica a Manaus, uma das cidades do futebol das próximas Olimpíadas. Até esta amanhã (28), técnicos de diversas áreas funcionais observam a estrutura que a cidade oferece em relação ao local dos jogos, de treinos e de hospedagem.

A atenção dos técnicos concentra-se, principalmente, na Arena da Amazônia Vivaldo Lima. Estão previstos para o estádio seis jogos do Torneio Olímpico de Futebol – quatro do masculino e dois do  feminino – que acontecerão em rodadas duplas, respectivamente nos dias 4, 7 e 9 de agosto do ano que vem.

Os técnicos observam a estrutura e o funcionamento das instalações do estádio e trocam experiência com os técnicos locais que atuaram durante a Copa do Mundo 2014. A ideia é verificar se o que ficou de legado atende às necessidades das Olimpíadas e o que deverá ser adaptado.

Entre as áreas que participam da inspeção estão Segurança, Arquitetura, Gestão de Instalações, Esporte, Tecnologia, Telecomunicações, Limpeza e Gestão de Resíduos, Alimentos e Bebidas e Ticketing. As atividades incluem visitas aos setores relacionados a cada área, testes de equipamentos, verificação de sistemas de áudio, de imagem, funcionamento das áreas relacionadas à imprensa, à alimentação, além da parte operacional de segurança, entre outras.
A programação de visita também inclui os estádios oferecidos para treinamento, entre eles a Colina e o Carlos Zamith, além do estádio do Sesi.

De acordo com o coordenador geral do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Manaus 2016, Mario Aufiero, que, ao lado do diretor presidente da Fundação Vila Olímpica, Aly Almeida, tem acompanhado as visitas, a estrutura local tem tudo para corresponder às expectativas dos técnicos visitantes.

“Toda a estrutura que foi feita para a Copa do Mundo está em bom estado de conservação. A nossa ideia e do próprio Comitê Rio 2016 é utilizar o máximo da estrutura da arena e do que foi deixado pela Copa para não ter que gastar com estrutura temporária, reduzindo nossos custos”, disse Aufiero.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir