Sem categoria

Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 conclui visita a Manaus

Arena da Amazônia, que receberá seis jogos do Torneio Olímpico de Futebol – quatro do masculino e dois do torneio feminino - fotos: Nathalie Brasil e Roberto Carlos/Secom

Arena da Amazônia, que receberá seis jogos do Torneio Olímpico de Futebol – quatro do masculino e dois do torneio feminino – fotos: Nathalie Brasil e Roberto Carlos/Secom

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 concluiu nesta quinta-feira (28) , a visita técnica a Manaus, uma das Cidades do Futebol nas Olimpíadas do ano que vem.

Desde segunda-feira (25), técnicos das áreas de Segurança, Esportes, Arquitetura, Telecomunicações, Tecnologia, Limpeza e Gestão de Resíduos, Alimentos e Bebidas, Ticketing (bilhetagem), Vila Olímpica (hotéis) e Força de Trabalho estiveram na cidade para avaliar a estrutura disponível e o funcionamento da Arena da Amazônia e dos centros de treinamento, estrutura de segurança e de hospedagem, entre outros.

O coordenador estadual do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Manaus 2016, Mário Aufiero, que, ao lado do diretor presidente da Fundação Vila Olímpica, Aly Almeida, acompanhou as visitas

O coordenador estadual do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Manaus 2016, Mário Aufiero, que, ao lado do diretor presidente da Fundação Vila Olímpica, Aly Almeida, acompanhou as visitas

Além da Arena da Amazônia, que receberá seis jogos do Torneio Olímpico de Futebol – quatro do masculino e dois do torneio feminino –, foram visitados os estádios Ismael Benigno (Colina), na zona oeste, o Carlos Zamith (estádio do Coroado), na Zona leste, e o estádio do Clube do Trabalhador (Sesi), ainda na zona leste, apresentados como Centros de Treinamento para as seleções que irão jogar em Manaus.

Também foram visitados o Centro de Convenções do Amazonas (CCA) Vasco Vasques, hotéis, aeroporto e o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), este sob a coordenação da Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada de Segurança, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/Seage).

Nos estádios, os técnicos observaram a estrutura e o funcionamento das instalações, acompanhados por técnicos locais que atuaram durante a Copa do Mundo 2014 ou responsáveis pela manutenção dessas praças, além dos membros do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Manaus 2016.

A missão foi verificar se o que ficou de legado atende às necessidades das Olimpíadas e o que deverá ser adaptado. Foram feitos testes de equipamentos, verificação de sistemas de áudio e de imagem (telões) da Arena; funcionamento das áreas relacionadas à imprensa, estacionamento, arquibancada, dispersão, campo de futebol, vestiários, alimentação, além da parte operacional de segurança dos estádios, entre outros quesitos.

Um relatório será produzido para cada cidade visitada, seguindo as demandas informadas no Caderno de Encargos e Atribuições para as Cidades do Futebol, e este documento ensejará uma nova visita para a assinatura do Host City Contract (Contrato com a Cidade Sede) que deve ocorrer nos próximos dois meses.

De acordo com o coordenador estadual do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Manaus 2016, Mário Aufiero, que, ao lado do diretor presidente da Fundação Vila Olímpica, Aly Almeida, acompanhou as visitas, a expectativa é de uma avaliação positiva sobre Manaus.

“Toda a estrutura que foi feita para a Copa do Mundo está em bom estado de conservação. A nossa ideia e do próprio Comitê Rio 2016 é utilizar o máximo da estrutura da Arena e do que foi deixado pela Copa para não ter que gastar com estrutura temporária, reduzindo nossos custos”, avalia Aufiero.

O diretor-presidente da Fundação Vila Olímpica, Aly Almeida, gestor das praças esportivas do Governo do Estado e titular do Grupo Temático de Esporte e Lazer do Comitê Manaus 2016, ressalta que será estudada com o Comitê Rio 2016 a utilização das estruturas adjacentes à Arena da Amazônia (Arena Amadeu Teixeira, Sambódromo e CCA Vasco Vasques) para diminuir os investimentos do Governo em estrutura temporária.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir