Esportes

Comitê de Ética suspende Jérôme Valcke por 12 anos

As investigações foram iniciadas após relatos de irregularidades envolvendo a venda de ingressos da Copa do Mundo - foto: divulgação/Fifa

As investigações foram iniciadas após relatos de irregularidades envolvendo a venda de ingressos da Copa do Mundo – foto: divulgação/Fifa

O Comitê de Ética da Fifa informou nesta sexta (12) que o ex-secretário-geral da entidade Jérôme Valcke foi suspenso por 12 anos de atividades relacionadas ao futebol.

A medida começa a valer imediatamente. Ele ainda terá que pagar multa de 100 mil francos suíços (aproximadamente R$ 408 mil). É possível recorrer da decisão.

A punição é maior do que a imposta ao ex-presidente Joseph Blatter e a Michel Platini, que foram suspensos por oito anos em dezembro por “conflito de interesses” e “gestão desleal”.

As investigações foram iniciadas após relatos de irregularidades envolvendo a venda de ingressos da Copa do Mundo. Durante o procedimento, porém, outros atos supostamente irregulares vieram à tona. Eles estariam relacionados a políticas de despesas de viagens da entidade, negociação de direitos de TV e destruição de provas.

Segundo comunicado, o francês violou vários artigos do código de ética relacionados a lealdade, confidencialidade, conflitos de interesse e oferecer e aceitar presentes.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir