Esportes

Comitê ajuda produtores a vender para o exterior

Com apoio de outras entidades, Fieam criou comitê que ajudará produtores rurais a exportar seus produtos para o mercado internacional - foto: divulgação

Com apoio de outras entidades, Fieam criou comitê que ajudará produtores rurais a exportar seus produtos para o mercado internacional – foto: divulgação

A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), por meio do Centro Internacional de Negócios do Amazonas (CIN-AM), criou o Comitê Estratégico de Apoio aos Produtores Rurais para ampliar a inserção de produtos da região em outros países.

O público alvo são produtores de polpas de frutas, pescado, concentrados de bebidas, cosméticos naturais e similares.

Segundo o gerente executivo do CIN-AM, Marcelo Lima, o comitê terá a responsabilidade de realizar reuniões periódicas para planejar e executar ações voltadas a ampliação dos projetos de agronegócios.

“Uma das grandes dificuldades desses empresários é justamente o acesso ao mercado internacional, porque são pequenas empresas. Nós vamos tentar propor soluções para alguns entraves nesse segmento treinamentos e capacitações”, disse Marcelo.

O comitê será formado por membros de entidades públicas e privadas, como a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa),   Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fieam, Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Amazonas (Anvisa), Receita Federal, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco da Amazônia (Basa).

Capacitação

A última reunião do comitê foi realizada no dia 28 de julho, que foi a terceira reunião com produtores regionais, que ainda não são exportadores, e estão passando por processo de capacitação para que os seus produtos estejam aptos para a comercialização no mercado internacional. O objetivo das reuniões e agora da implantação do comitê é identificar as principais dificuldades dos empresários e, a partir disso, apoiá-los para que seus produtos se tornem viáveis para internacionalização.

Outra reunião será realizada no próximo dia 11, ocasião em que o Comitê será formalizado.

Na reunião realizada no dia 28, foram apresentadas as dificuldades que as empresas têm para exportar e as exigências legais para atuar no comércio exterior bem como o acesso a novos mercados.

“Muitos empresários da nossa região têm grande capacidade de internacionalização pela qualidade de seus produtos”, concluiu Marcelo.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir