Sem categoria

Comida a quilo: Ipem-AM notifica sete restaurantes e panificadoras de Manaus

Ipem

Sete dos 43 restaurantes e panificadoras de Manaus fiscalizados nesta quarta (13), pelo Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), foram notificados por irregularidades na venda de alimentos a peso.

Entre as anomalias encontradas nos estabelecimentos estavam a ausência do cartaz informativo com o valor do peso do recipiente (tara), discrepâncias dessa informação com o preço marcado pela balança e peso do recipiente com erro.

Segundo o diretor-presidente do Ipem-AM, engenheiro Márcio André Brito, os proprietários receberam um prazo de 24 horas para fazer a correção, caso contrário, os estabelecimentos poderão ser multados em até R$ 120 mil.

“Foi lavrado um auto de infração para os locais notificados, os proprietários terão um prazo para defesa e, após o julgamento, será definida uma advertência ou uma, considerando o porte da empresa ou grau de reincidência”, explicou o dirigente.

A ação faz parte do primeiro dia da Operação ‘Alimentos na Medida Certa’, que tem o objetivo de verificar se os consumidores estão pagando os valores corretos pelos alimentos.

Aperto na fiscalização

A operação cumpre uma determinação da Portaria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), nº 097, de 11 de abril de 2000, que determina a comercialização de alimentos a quilo em balanças verificadas pelo Inmetro/Ipem-AM.

A fiscalização acontece diariamente na capital, mas será intensificada até 15 de maio em todas as áreas da cidade, devido o grande número de reclamações que chegaram ao Ipem sobre as irregularidades nos locais que vendem comidas a peso na cidade. A meta é fiscalizar 120 estabelecimentos.

Os consumidores aprovaram as fiscalizações pelo fato de respeitar o direito de pagar o preço correto pelo o que consome.

“É importante ter esse trabalho porque temos vistos muitos erros e preços absurdos em alguns locais. E o certo é pagar um preço correspondente ao que consumimos”, disse a agente de saúde, Graça Pequeno, 46.

Os  estabelecimentos que comercializam alimentos a peso devem ter um cartaz informativo em local visível para o consumidor indicando o valor da ‘tara’ ou ‘peso do recipiente’ e que deverá ser o mesmo indicado na balança.

Se o peso do recipiente utilizado (tara) for igual ou inferior a 200 gramas, a tolerância é de 2 gramas para mais. Se o peso do recipiente for superior a 200 gramas, a tolerância é de 5 gramas.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir