Sem categoria

Comércio de Manaus abre temporada para a troca de presentes

O consumidor deve apresentar o cupom que informe os dados da compra - foto: Ricardo Oliveira

O consumidor deve apresentar o cupom que informe os dados da compra – foto: Ricardo Oliveira

Passado o corre-corre das compras de Natal, agora é a vez da “correria” para a troca dos presentes para quem ficou insatisfeito com o produto recebido. A partir de hoje (28), os consumidores poderão fazer a troca nas lojas.

Segundo o Departamento de Programa Municipal de Proteção, Orientação e Defesa do Consumidor (Procon Manaus), o cliente deve ficar atento para os casos que são amparados pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

As lojas não são obrigadas a fazer troca de mercadorias em perfeito estado só por causa do descontentamento de quem ganhou o produto. Porém, a maioria das lojas atende a um pedido dos clientes, para garantir uma fidelidade e um contentamento.

“Alguns lojistas aceitam fazer a troca porque é melhor. A troca é uma forma de fidelizar nosso cliente, até porque se foi dado por uma terceira pessoa, o gosto pode não ser o mesmo e quem foi presenteado se não puder trocar, fica chateado”, disse a proprietária da loja Tudo Aqui, Sílvia Oliveira, 48.

O CDC descreve em seu artigo 49 que a troca só deve ser feita caso o produto tenha saído da loja com defeito ou tenha uso inadequado.

Para a troca obter êxito, o consumidor deve apresentar o cupom que informe os dados da compra. Ele só é obrigatório para produtos ou objetos comprados em telemarketing ou sites online de compras.

Facilidade

A gerente de uma franquia da loja O Boticário, que pediu para não ser identificada, informou que para facilitar a troca de presentes, geralmente, a loja dispõe de uma etiqueta que informa o código do produto e o dia da compra.

“Sempre perguntamos se o produto é para presente, como uma forma de ajudar nosso cliente. É uma prática que todas as lojas da franquia têm. Neste caso, quem recebeu o presente e não curtiu, pode procurar uma das lojas e efetuar a troca”, explicou.

No entanto, os consumidores da capital amazonense não devem demorar muito para fazer a troca do presente caso esteja insatisfeito.

A maioria das lojas de vestuário e calçados situada no centro da cidade efetua a troca das mercadorias se o consumidor apresentar um comprovante de compra no período de até uma semana após a compra do produto.

Por Thaís Gama e Luis Henrique

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir