Economia

Comerciantes esperam aquecimento nas vendas durante páscoa

 

 

A Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus prevê alta de 1,5% nas vendas durante a páscoa – Ione Moreno

O comércio varejista de Manaus está prevendo um crescimento de 1,5% do setor no período da Páscoa, que começa no dia 16 de abril deste ano. As fábricas e supermercados de olho nessa oportunidade estão com os preparativos a todo vapor. De acordo com a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), para este ano, as empresas devem comprar o mesmo quantitativo de estoque do ano passado, ou seja, 36 mil toneladas.

O presidente da CDL-Manaus, Ralph Assayag, explicou que o crescimento nas vendas se deve à menor variedade de ovos de Páscoa disponibilizados pelas fábricas este ano. Ralph contou que em anos anteriores estava havendo uma quantidade imensa de opções. “Algumas empresas tinham mais de 20 tipos de ovos e confundiam o consumidor. Com menos alternativas, as pessoas focam na qualidade dos produtos e os lojistas trabalham para tentar reduzir custo e manter uma boa venda”, contou.

Uma das poucas fábricas genuínas de chocolate em Manaus, a Bombons Finos pretende aumentar de 60 mil unidades, que foi no ano passado, para 70 mil unidades este ano, o número de produção de ovos e produtos em geral para a Páscoa de 2017. “Já vamos produzir mais este ano, e se a demanda pedir, podemos aumentar ainda mais, porque temos fabricação própria e podemos produzir até o dia da Páscoa”, disse o gerente de marketing Jorge Silva Júnior.

Confiando nas vendas, comerciantes já lotam as prateleiras de ovos de páscoa – Ione Moreno

O empresário também informou que a procura está aquecida, principalmente por parte dos donos e gerentes de empresas que pretendem presentear seus colaboradores com os produtos da Bombons Finos. “Estamos recebendo visitas aqui na fábrica, querem saber os preços, fazer cotação, estão vindo visitar a produção e estamos acompanhando com trabalho forte de preparação”, saliento Júnior.

Os produtos para Páscoa já estão nas lojas da Bombons Finos, que este ano conseguiu manter os preços do ano passado para os ovos de pascoas, valores que já estavam abaixo da média praticada no mercado, segundo Jorge Silva Júnior. “Aqui na loja da fábrica estamos com preços diferenciados dando até 15% de desconto nos produtos”, finalizou o empresário.

Indústria em baixa

Confirmando o que já havia dito a CDL-Manaus, o gerente de marketing do grupo DB, Guto Cobert, disse que a indústria nacional produziu, aproximadamente, 7% a menos os produtos da Páscoa e, consequentemente, passou menos produtos para as prateleiras dos Supermercados DB, o que pode atrapalhar no crescimento das vendas das vendas desse segmento na empresa.

Cobert acredita que este ano servirá para estabilizar a balança após a crise. “Ainda não conseguiremos ter um crescimento, o estoque será o mesmo, os preços também não mudaram e as promoções continuam iguais”, apontou Cobert.

Joandres Xavier
EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top