Sem categoria

Começam as apostas para a prefeitura de Iranduba

Madalena que assumiu o cargo em abril de 2015 revela que é pré-candidata a reeleição – foto: reprodução

Madalena que assumiu o cargo em abril de 2015 revela que é pré-candidata a reeleição – foto: reprodução

Com um orçamento fixado em R$ 76 milhões para este ano fiscal, ampla expansão imobiliária, crescimento do turismo de selva e com diversos atrativos para novos investimentos, o município de Iranduba, distante a 25 quilômetros de Manaus, pode se tornar um novo oásis econômico do interior, o que tem atraído o interesse de diversos políticos de olho na administração municipal.

Antes mesmos de as candidaturas serem homologadas na Justiça Eleitoral e faltando sete meses para as eleições, vários nomes já começam a se lançar como pré-candidatos a prefeito da cidade, a exemplo do diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Leonel Feitosa (PSD), o ex-prefeito do município, Nonato Lopes (PMDB), os militantes políticos Leonardo Lopes “Tatinha Lopes” (Rede) e Francisco Silva “Chico Doido” (DEM), além da prefeita de Iranduba, Madalena de Jesus (PSDB), que deve disputar a reeleição do mandato.

Madalena, que assumiu o cargo em novembro de 2015, após a prisão do prefeito cassado, Xinaik Medeiros (Pros), revela que é pré-candidata à reeleição, mas que neste momento sua maior preocupação é em reorganizar o município. “Eu preciso organizar tudo, fazer uma boa gestão para depois pensar em reeleição. Ainda é cedo para tratar de eleições municipais e nenhuma conversa foi realizada com líderes sindicais ou partidários para tratar do assunto”, disse.

Morador da cidade, o militante da Rede, Leonardo Lopes, de 29 anos, também sonha em governar o município de 45 mil habitantes. Segundo ele, neste período pré-eleitoral o mais correto é conversar com os demais líderes partidários e empresários locais na possibilidade de conquistar futuras alianças. “A ideia é mostrar à população que a juventude é a escolha para mudar o pensamento de velhos caciques sobre a administração pública”, disse.

Leonardo Lopes afirma que hoje a política no município tem que ser renovada, isso devido aos acontecimentos anteriores de escândalos de desvios de verba pública envolvendo o ex-prefeito Xinaik Medeiros. “A maioria das pessoas aqui em Iranduba está sem alternativas para sobrevivência. Muitos jovens acabam entrando no mundo do crime por culpa da má administração que não traz alternativas, melhorias ou projetos sociais”, observou.

Também com o desejo de se eleger prefeito de Iranduba, Francisco Silva, mais conhecido na cidade como “Chico Doido”, 57, explicou que enquanto não fechar a janela para mudanças partidária, não tem como definir uma coligação.
Conforme “Chico Doido”, várias conversas estão sendo articuladas com líderes partidários. No entanto, o pré-candidato não quis dar mais detalhes sobre possíveis aliados ou partidos, pois teme que outros pretensos candidatos possam usar isso para tentar desestabilizar o jogo das cadeiras
ao cargo majoritário.

“Por enquanto, vamos levar isso em segredo. Iranduba está com dificuldades muito grandes em todos os sentidos e vamos trabalhar para apresentar grandes propostas em prol da sociedade”, disse “Chico”.

Ele, que foi candidato em 2012, quando saiu-se vitorioso Xinaik, afirma que esta é a quarta vez que concorre ao pleito municipal de Iranduba e, caso não vença neste pleito, será sua última tentativa. O pré-candidato afirma que pretende fazer uma campanha voltada para o povo de Iranduba, inclusive na escolha dos futuros secretários,
caso seja eleito.

Ex-prefeito em Iranduba, Nonato Lopes – que participou na última sexta-feira de um evento do PMDB no município de Presidente Figueiredo – explica que o momento é de reflexão e de elaboração de um projeto novo para a administração municipal. No entanto, o pré-candidato não quis entrar em detalhes sobre as eleições municipais.

De olho nesse crescimento que atravessa Iranduba, inclusive do ponto de vista político, o chefe do Detran-AM e ex-vereador de Manaus, Leonel Feitosa, já comemora a primeira conquista: conseguiu emplacar, junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a sua transferência de domicílio eleitoral da capital para o município, o que poderá lhe credenciar disputar uma possível candidatura majoritária.

Apesar do cenário, Feitosa prefere adotar a cautela e disse que ainda é cedo para falar de eleição. “Não estou articulando sobre questão política e só vou falar de política no momento certo. E para que eu possa sair candidato em Iranduba, tenho uma longa estrada para percorrer”, minimizou. Ele ressaltou que, neste momento, suas ações estão focadas em suas atividades à frente do Detran.

PIB

Em 2012, o Produto Interno Bruto (PIB) municipal de Iranduba foi estipulado em R$ 343,081 milhões, com representação de R$ 8,1 mil por habitante. Em 2015, a população do município, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 45.984 mil pessoas, colocando-o como o 11º mais populoso do Estado.

A economia de Iranduba dispõe de sistemas de arranjos produtivos locais na produção com base mineral cerâmico e oleiro; na produção de fécula e farinha de mandioca; na produção de polpas, extratos e concentrados de frutas regionais; na produção de pescado; e também no turismo ecológico e rural, no artesanato, gastronomia e sítios arqueológicos, conformes informações da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Seplan-CT).

por: Henderson Martins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir