Sem categoria

Com tomógrafo já funcionando, João Lúcio vai ganhar novo espaço com 20 leitos

Com as obras de adequação, a antiga recepção da unidade passou a funcionar como enfermaria - foto: Arthur Castro

Com as obras de adequação, a antiga recepção da unidade passou a funcionar como enfermaria – foto: Arthur Castro

O Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado vai ganhar, na próxima semana, um novo espaço com 20 leitos, na ala de clínica médica, para pacientes em observação. A informação é da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), segundo a qual o tomógrafo da unidade também já está funcionando, após longo período parado.

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, informou que hospital retomou, nesta quinta-feira (28), o serviço de oferta de exames de tomografia de urgência e emergência, após a substituição do tubo de imagem do aparelho da unidade.

De acordo com o diretor do Hospital João Lúcio, José Jorge Pinheiro, desde ontem o atendimento aos pacientes com indicação para exame de tomografia está ocorrendo normalmente. Enquanto o aparelho esteve em manutenção, os pacientes da unidade com indicação para o exame estavam sendo recebidos na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon) e na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), unidades do governo do Estado, além de clínicas conveniadas.

O diretor ressalta que, além da retomada dos exames de tomografia, outras medidas estão sendo adotadas para otimizar o atendimento. Uma delas é a abertura de mais 20 leitos na ala de clínica médica, para pacientes em observação. “Com isso, o hospital João Lúcio, que desde a sua inauguração convivia com uma questão crônica de macas nos corredores, não terá mais esse problema”, afirmou.

Para melhorar o acolhimento aos pacientes do João Lúcio foram iniciadas, em julho de 2015, as obras de adequação de ambientes internos do hospital, que registra uma média de 600 atendimentos por dia. O principal objetivo foi a criação de novas áreas de enfermaria, para receber pacientes em observação. Como resultado desse processo, em outubro, as macas que ocupavam os corredores da ala cirúrgica já haviam sido retiradas.

Com as obras de adequação, a antiga recepção da unidade passou a funcionar como enfermaria, com espaço para 40 macas para acolher pacientes em observação. A enfermaria da observação cirúrgica também foi ampliada para dispor de mais 20 macas, também com pacientes em observação. O centro cirúrgico da unidade também foi alvo de melhorias, com a aquisição de quatro novas mesas cirúrgicas, todas elétricas, que facilitam o manuseio do paciente, durante os procedimentos cirúrgicos.

Outra medida tomada no final do ano passado foi a contratação de uma nova empresa para atuar na área de urgência neurocirúrgica. A empresa, Clínica do Amazonas de Neurocirurgia (CAN), disponibiliza uma equipe multidisciplinar, inclusive, com a presença de clínicos 24 horas, para o acompanhamento pós-operatório.

Com essa mudança, o diretor do Hospital João Lúcio explica que a taxa de ocupação de leito caiu de 300% para 80%. “Isso significa maior capacidade de atendimento, com os pacientes sendo avaliados pela equipe multidisciplinar e internados somente quando há necessidade”, disse.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir