Dia a dia

Com sinais de estupro, mulher é encontrada morta na Zona Norte

Conforme o Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi por estrangulamento e agressão física - foto: Josemar Antunes

Conforme o Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi por estrangulamento e agressão física – foto: Josemar Antunes

De calcinha e enrolada em um lençol, a desempregada Luciana Batista, 33, foi encontrada morta dentro de uma residência com sinais de estupro, estrangulamento e espancamento na madrugada desta sexta-feira (11), no beco 66, comunidade Fazendinha, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

O principal suspeito do crime, segundo a polícia, é um traficante identificado como ‘Márcio’ que, após matar a vítima e tentar esquartejar o corpo com um terçado, fugiu em um mototáxi no momento em que moradores avistaram Luciana morta.

Conforme o Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi por estrangulamento e agressão física. Um exame foi feito para comprovar se a vítima foi estuprada e o resultado sai em 30 dias.

A Polícia Civil informou que a vítima foi espancada pelo suspeito com murros e socos, os quais desfiguraram o rosto dela.

Segundo testemunha, a vítima era conhecida na área por frequentar ‘bocas de fumo’ e também por dormir com frequência na casa de uma mulher identificada como ‘Silvia’, namorada do suspeito.

Por Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir