Sem categoria

Com queda de 19,9% em abril, produção industrial do AM teve o pior desempenho do país, aponta IBGE

De acordo com o levantamento, em relação a abril de 2014, os setores que mais tiveram retração foram o de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-41,5%)  – foto: divulgação

De acordo com o levantamento, em relação a abril de 2014, os setores que mais tiveram retração foram o de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-41,5%) – foto: divulgação

Com uma queda de 19,9%, a produção industrial do Amazonas registrou em abril o pior desempenho do país, no comparativo com o mesmo mês de 2014. Já em relação a março deste ano, a queda no Estado foi a segunda maior, empatada com a Bahia em 5,1%, conforme dados divulgados nesta terça-feira pelo (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desempenho da indústria local em abril teve um recuo menor que o de março, que comparado com o mesmo período do ano anterior desabou consideráveis 20,6%, bem abaixo da média nacional (-3,5%).

De acordo com o levantamento, em relação a abril e 2014, os setores que mais tiveram retração foram o de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-41,5%), seguido por equipamentos de transporte (-32,2%), pressionados, sobretudo, pela menor produção de televisores; e de motocicletas e suas peças, respectivamente.

Os demais recuos vieram de bebidas (-8,5%), de produtos de borracha e de material plástico (-20,4%), de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-10,3%) e de impressão e reprodução de gravações (-8,5%).

Por outro lado, o principal impacto positivo veio do ramo coque, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis (9,0%), impulsionado, em grande medida, pela maior fabricação de gasolina automotiva, gás liquefeito de petróleo e óleo diesel.

Ainda de acordo com a pesquisa, no mês anterior avançou 0,5% em março, quando interrompeu uma sequência de duas taxas negativas neste tipo de confronto, período em que acumulou perda de 5,2%.

Já na comparação com igual mês do ano anterior, o setor industrial do Amazonas recuou 19,9% no índice mensal de abril de 2015, décima terceira taxa negativa consecutiva neste tipo de confronto.

O índice acumulado nos quatro primeiros meses do ano mostrou retração de 18,2%, acelerando o ritmo de queda frente ao último quadrimestre de 2014 (-9,9%), ambas as comparações contra iguais períodos do ano anterior.

Pessimismo
Com esse baixo desempenho da indústria, representantes do segmento não estão esperançosos que haja melhora na produção no restante deste ano, ou no ano que vem. Segundo o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, a queda registrada no Estado é culpa da do cenário econômico do país.

“O que precisa ser feito é tomar todas as medidas para garantir a sobrevivência. Isso inclui reduzir custos que vão implicar em demissões. Vamos esperar que o governo cumpra essas medidas”, comentou Périco.

Por equipe EM TEMPO Online

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir