Esportes

Com problemas físicos, Carol é cortada da seleção brasileira de vôlei

A central Carol, 25, foi cortada neste sábado (11) da seleção brasileira de vôlei que se prepara para os Jogos Olímpicos do Rio, em agosto. A jogadora nem sequer foi à Arena Carioca 1, neste domingo (12), onde a equipe nacional bateu a Sérvia por 3 sets a 0, pelo Grand Prix.

“Cortamos ontem [sábado]. Ela é uma excepcional jogadora. Só que o tempo estava correndo contra ela. Ela teve duas contusões: uma mais antiga nas costas e uma torção de pé, sozinha, em treino [há duas semanas]. Para ela jogar, talvez só na terceira etapa do Grand Prix [no fim de junho]. Aí não teríamos tempo hábil para ficar dando chances. Agora temos que dar uma cara para o time e ver as opções que temos. Infelizmente, todo mundo ficou triste”, explicou José Roberto Guimarães.

Segundo o treinador, as jogadoras ficaram muito tristes com o corte, e Carol chegou a chorar na despedida.

“Já sabia que ia acontecer um corte antes de viajar [para Macau]. Mas é uma hora muito dura. Todos nós ficamos tristes em deixar uma companheira ir embora. É inevitável, e outras vão sair antes de acabar o Grand Prix [no início de julho]. Todo mundo chorou”, afirmou a ponteira Natália.

Centrão

Esta é a segunda baixa da seleção desde a convocação, em abril. A primeira jogadora a deixar a equipe, no entanto, o fez por escolha própria. A oposta Monique alegou problemas pessoais e se desligou do elenco. Assim, das 19 convocadas, duas já saíram.

A levantadora Fabíola, que teve uma filha em 19 de maio, vai se apresentar no próximo dia 20, em Saquarema, onde fica o centro de treinamento da seleção.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir