Mundo

Com crise, número de pedidos de asilo de venezuelanos nos EUA cresce 168%

A crise econômica e política na Venezuela levou a um aumento de 168% no número de pedidos de asilo de venezuelanos nos EUA, aponta estudo do Pew Research Center com base em dados do serviço de imigração americano.

Entre outubro de 2015 e junho de 2016, foram 10.221 pedidos de asilo, ante 3.810 entre outubro de 2014 e junho de 2015. Para ter a solicitação de asilo nos EUA aprovada, o requerente precisa ter fugido de seu país de origem por meto de perseguição política, religiosa ou racial.

No ranking de nações com mais pedidos de asilo nos EUA, a Venezuela está em terceiro, perdendo apenas para China (11.826) e México (10.749).

Em junho deste ano, 1.370 venezuelanos solicitaram asilo nos EUA. Há dois anos, em fevereiro de 2014, apenas 92 fizeram o mesmo pedido.

Existem cerca de 225 mil imigrantes venezuelanos nos Estados Unidos —59% vivem no país há mais de uma década. Quase metade vive na Flórida.

União Europeia

O segundo país mais procurado pelos venezuelanos é a Espanha, lar de cerca de 150 mil imigrantes do país. De janeiro a maio deste ano, 1.040 venezuelanos pediram asilo à União Europeia, a grande maioria na Espanha.

Em todo o ano de 2015, de acordo com o escritório de estatísticas da UE, 790 venezuelanos solicitaram asilo em países do bloco.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir