Esportes

Com 9º lugar, brasileiras do rúgbi garantem vaga em circuito mundial

A seleção brasileira feminina de rúgbi de sete venceu o Japão por 33 a 5 nesta segunda-feira (8), no Estádio de Deodoro, encerrando sua primeira participação em Jogos Olímpicos na nona colocação.

O time brasileiro, comandado pelo técnico neozelandês Chris Neill, havia perdido para o Canadá e Grã-Bretanha no sábado (6). Depois venceu as seleções da Colômbia e o próprio Japão no domingo (7).

Nesta segunda-feira, o Japão começou a partida na frente, com o ‘try’ da jogadora Yume Okuroda.

O ‘try’ vale cinco pontos e é marcado quando uma jogadora apoia a bola no solo na área de gol adversária, objetivo máximo do esporte.

Com apoio da torcida brasileira e mesmo estrangeira (outras seleções jogam na sequência), o Brasil reagiu e atropelou as japoneses. Fez cinco “tries” e errou apenas uma conversão (chute sobre a trave).

Mais do que a vitória na Olimpíada, o resultado colocou o Brasil entre as seleções fixas que disputam o circuito mundial de rúgbi. Disputavam essa vaga com o Brasil o Japão, a Colômbia e o Quênia.

O circuito mundial tem 11 equipes fixas e uma convidada. No ano passado, o Brasil participou de três das cinco etapas do circuito mundial na condição de convidado, em parte porque era a seleção do país-sede da Olimpíada.

“Com essa vitória não dependemos mais de sermos convidadas. Somos agora uma seleção fixa no torneio. Foi uma grande conquista nossa”, disse Beatriz Muhlabuer, conhecida como Baby.

O rúgbi de sete voltou a ser uma modalidade olímpica na Rio-2016, após 90 anos. A última vez que o esporte foi disputado em uma Olimpíada foi em Paris-1914. A decisão da medalha de ouro ocorre nesta segunda.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir