País

Com 467 mil doses a vencer, governo amplia indicação da vacina contra HPV

A proteção era indicada para meninos de 12 e 13 anos –  Divulgação

Com baixas coberturas de vacinação contra o HPV e proximidade do vencimento de cerca de 467 mil doses, o Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (20) uma nova ampliação no público-alvo para o qual a vacina é indicada.

A partir deste mês, a vacina passa a ser ofertada também para meninos de 11 a 14 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias), meninas de 15 anos que já tenham tomado a primeira dose, além de pacientes transplantados e oncológicos na faixa etária de 9 a 26 anos e que estejam em uso de quimioterapia e radioterapia.

Até então, a proteção era indicada para meninos de 12 e 13 anos, meninas de 9 a 14 anos e pessoas de 9 a 26 anos com HIV e Aids. A ampliação do público-alvo ocorre diante das baixas coberturas da vacinação, o que tem gerado risco de perda de algumas doses já distribuídas aos Estados.

Dados do ministério apontam que há 467 mil doses a vencer até o fim deste ano. Destas, 2.100 vencem no fim deste mês, 231 mil em agosto e 233,7 mil em setembro.

Outras 1,1 milhão de doses, com vencimento previsto para o 1º semestre de 2018, também correm o risco de ir para o lixo caso não sejam utilizadas até essa data.

Em geral, as doses da vacina contra o HPV têm validade de três anos. Desde 2014, quando a vacina contra o HPV foi incorporada ao SUS, já foram distribuídas aos Estados 26,4 milhões de doses.

Natália Cancian

Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir