Sem categoria

Colombiano do semiaberto é preso na Zona Leste de Manaus com droga avaliada em mais de R$ 4 milhões

A polícia chegou ao suspeito após denúncias anônimas, dando conta de que um carregamento de drogas - foto: Alex Carmo

A polícia chegou ao suspeito após denúncias anônimas, dando conta de um carregamento de drogas – foto: Alex Carmo

O colombiano Carlos Alberto Cactos da Silva, 41, foi apresentado na manhã de quarta-feira (16), na Delegacia Geral, por envolvimento com o tráfico de drogas. Com ele, foram apreendidos 345 quilos de maconha tipo ‘skunk’ (super maconha), avaliados em mais de R$ 4 milhões.

A prisão do suspeito, que já cumpre pena no regime semiaberto pelo mesmo crime, ocorreu na casa dele, situada na rua Garça Morena, bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste de Manaus, por volta das 22h30 de terça-feira (15), onde o material ilícito estava acondicionado em 20 tubos de PVC.

A polícia chegou ao suspeito após denúncias anônimas, dando conta de que um carregamento de drogas que havia desembarcado no Porto de Manaus estava escondido em uma casa da Zona Leste.

Diante da denúncia, o titular do 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Torquato Mozer, pediu apoio do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), onde conseguiram localizar o suspeito.

De acordo com o titular do Denarc, Samir Freire, a ação é resultado de um trabalho criado pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) no combate ao tráfico de drogas em áreas da cidade com maior incidência de homicídios.

Em depoimento, Carlos Alberto disse que assumiu a distribuição da droga na capital amazonense no lugar do também colombiano Camilo Andres Rodrigues Sanches, 34, preso em flagrante com mais duas pessoas, por investigadores do Denarc no dia 7 de setembro do ano passado, quando foram apreendidos 108 quilos de maconha.

Carlos Alberto já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e estava cumprindo pena no regime semiaberto no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no quilômetro 8 da rodovia BR-174, que liga Manaus a Boa Vista, em Roraima.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir