Dia a dia

Cobrador que levou tiro na cabeça durante assalto segue internado

Os suspeitos entraram no veículos na Cosme Ferreira, na altura da Bola do São José – Divulgação

Familiares e amigos do cobrador Lucas André, 22, que foi atingido com um tiro na cabeça durante um assalto, pedem a colaboração da população na identificação dos assaltantes que entraram no executivo da linha 823 no último sábado (8) e atiraram contra o cobrador. O crime aconteceu na Avenida Cosme Ferreira, bairro São José, Zona Leste de Manaus.

De acordo com um colega de trabalho de Lucas André, que preferiu não ter o nome divulgado, os criminosos entraram no coletivo na bola do São José, sentido Centro. Minutos depois, a dupla, que estava armada, anunciou o assalto e em seguida atirou na direção do cobrador.

“Ele atirou na cabeça do Lucas e em seguida falou que a aquilo era para servir de exemplo para outros cobradores. Mas ele não reagiu, eles agiram por crueldade mesmo. Além disso ficavam ameaçando os passageiros de morte. Falavam ‘Já matamos um e para matar outro não vai demorar’”, contou o colega de Lucas.

Durante a ação, o mesmo assaltante atirou na direção de um dos passageiros que, felizmente, não foi atingido. Ele fez um terceiro disparo no teto do veículo. Ao todo, aproximadamente, 20 pessoas estavam no ônibus durante o assalto.

Depois de efetuar os disparos, o suspeito apontou a arma para a cabeça do motorista e o obrigou a dirigir até o conjunto Tiradentes, no bairro Coroado, também na Zona Leste, onde os criminosos pegaram os pertences dos passageiros, a renda do coletivo, o celular do motorista e fugiram.

O motorista do ônibus, que é irmão do cobrador, ficou desesperado ao ver Lucas André desacordado. Na tentativa de salvar a vida do irmão o motorista seguiu na contramão da via até chegar ao Pronto-Socorro João Lúcio, onde André passou por um procedimento cirúrgico.

Familiares da vítima vão solicitar as imagens das câmeras do Centro Integrado e Operações de Segurança (Ciops) para ajudar na identificação dos suspeitos. O caso foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Lucas André continua internado no João Lúcio. De acordo com a família o quadro de saúde dele é estável.

“Falei com o pai dele hoje. Segundo ele, o Lucas só está sentindo dor na cabeça, mas já conseguiu falar. Nós queremos justiça, não podemos deixar esses criminosos livres. Foi um pai de família que quase morreu e isso não pode ficar assim”, falou o amigo da vítima.

Mara Magalhães
EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top