Dia a dia

‘Cliente’ de mulher que explorava sexualmente adolescentes é preso em Coari

O homem foi autuado por ato libidinoso com alguém menor de 18 anos e encaminhado para a Unidade Prisional de Coari - foto: divulgação/ Polícia Civil

O homem foi autuado por ato libidinoso com alguém menor de 18 anos e encaminhado para a Unidade Prisional de Coari – foto: divulgação/ Polícia Civil

O comandante de embarcação Maurício Pereira da Silva, 30, foi preso nessa quarta-feira (8), preventivamente, suspeito de envolvimento na exploração sexual de duas adolescentes   –  uma de 14 e 16 anos – que eram agenciadas por Ariely Souza do Nascimento, presa na última segunda-feira (6) no município de Coari (a 362 quilômetros de Manaus).

No mesmo dia em que Ariely foi presa, a adolescente de 16 anos estava com a mãe na delegacia prestando esclarecimentos e, ao sair do local, Maurício as abordou e fez ameaças. No dia seguinte, a autoridade policial tomou conhecimento do fato e representou uma prisão preventiva do suspeito, sendo deferido pelo juiz plantonista da Comarca de Coari,  Fábio Lopes Alfaia. O homem foi preso no interior da embarcação  José Mendes.

Ao ser interrogado, Maurício disse que não havia feito nenhum programa com as adolescentes e que não havia ameaçado ninguém. No entanto, confessou que queria falar com a vítima. O local dos encontros, segundo as adolescentes, acontecia na embarcação.

O homem foi autuado por ato libidinoso com alguém menor de 18 anos, que consiste em praticar conjunção carnal, cuja pena varia entre 4 a 10 anos de reclusão. Ele foi encaminhado para a Unidade Prisional de Coari, onde ficará a disposição da Justiça.

As investigações prosseguem com objetivo de identificar os outros funcionários que pagavam Ariely, afim de explorarem sexualmente as adolescentes.

 

Por Equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir